Menino de apenas 3 anos corre o risco de "explodir" de tanto comer

Geezer é portador da síndrome de Prader-Willi

Ter que vigiar uma criança pequena para que ela não coma guloseimas demais é algo natural para qualquer pai ou mãe. Mas, no caso da família de Geezer Buxton, de 3 anos, essa atenção constante tem uma razão maior do que apenas evitar a má alimentação: Geezer sofre de uma doença que não o permite saber quando está satisfeito, o que significa que, se não for supervisionado, ele pode morrer de tanto comer.

Geezer é portador da síndrome de Prader-Willi, uma doença genética que afeta o desenvolvimento da criança, e pode gerar obesidade, baixa estatura e pouco tônus muscular.

No caso de Geezer, um dos mais jovens pacientes da Inglaterra com essa síndrome, o problema maior é que ele não consegue distinguir quando já comeu o suficiente. Seus pais, Michelle Sargeant, 45 anos, e Craig Buxton, 41, mantêm os armários da cozinha trancados, para que o menino não tenha acesso à comida.

A compulsão alimentar é comum entre os pacientes que sofrem de Prader-Willi. Geezer foi diagnosticado com a doença quando tinha apenas três semanas de idade, depois que os pais se queixavam de sua apatia e fraqueza. De acordo com os pais do menino, a luta contra seu apetite incontrolável sempre foi um grande problema para a família.

"Há vezes em que ele chora pedindo comida, então temos que distraí-lo e consolá-lo. É difícil explicar para uma criança que ela não precisa mais comer.Geezer atualmente segue uma dieta de 1.100 calorias por dia, e é pesado uma vez por mês no hospital, para que seu peso não saia de controle.

"Ele volta e meia nos pergunta quantas calorias ainda tem para gastar no dia. Provavelmente gastamos o dobro de uma compra normal no mercado, porque precisamos investir em produtos de baixa caloria, com as quantidades certas de açúcar, gordura e carboidratos. É uma doença muito grave. Nos assusta a chance de ele ter que se virar sozinho, porque pode chegar um dia em que ele vai comer demais e seu estômago vai estourar. Ele pode, literalmente, morrer de tanto comer."

Além de Geezer, a família tem ainda outros três filhos, Storm, de 17 anos, Marley, 15, e Hendrix, de seis. Segundo conta o pai das crianças, é complicado administrar a dinâmica da casa, especialmente quando um dos outros filhos decide comer alguma coisa, e Geezer já está à beira do fim de sua cota de calorias do dia.

A síndrome Prader-Willi afeta uma a cada 15 mil crianças na Inglaterra. A família de Geezer já conseguiu levantar cerca de R$ 16 mil na tentativa de encontrar uma cura para a doença do filho.Para Susan Passmore, diretora da Prader-Willi Syndrome Association UK, a expectativa de vida para portadores do problema vem aumentando a cada dia. Nos anos 80, por exemplo, não passava dos 30 anos.


Image title


Fonte: R7