Moradores de aldeia caem no sono de repente

Moradores de aldeia caem no sono de repente

Cerca de 120 moradores sofreram com o problema

Moradores de uma aldeia de Kalachi, ao norte do Cazaquistão estavam preocupados por que sem motivo aparente, eles caiam no sono. O problema persistia por vários dias.

Cerca de 120 moradores sofreram com o problema. Os casos começaram em 2010 e se intensificaram a partir de 2013. Um dos moradores atingidos contou que quando pilotava a moto, do nada, o sono chegou e só foi acordado cinco dias depois.

Moradores começaram desconfiar do céu, do ar, da água e de tudo que poderia representar a doença. Porém o mistério foi desvendado por cientistas. Eles descobriram que uma combinação de monóxido de carbono e de partículas de hidrocarbonetos na atmosfera é a culpada do sono repentino.

De acordo com um dos cientistas, quando o monóxido de carbono (CO) e os níveis de hidrocarbonetos (CH) aumentam, o oxigênio baixa e produz esses desmaios.

Originalmente a doença do sono, só se manifesta com a combinação de falta de oxigênio e excesso de CO e CH. Mas na aldeia, o fenômeno só ocorria mediante certas condições atmosféricas.

O problema todo vem de um vilarejo fantasma perto de Kalachi e que abriga uma grande mina de urânio. O urânio em si não causa esse problema. O fato foi que usaram muita madeira quando a mina ainda funcionava, e quando a madeira entra em contato com a água se produz monóxido de carbono.

Para segurança das famílias, o governo realocou os moradores para outras regiões.

Fonte: BBC