Morcego vampiro albino encontrado no Brasil pode estar contaminado

Ele se alimenta preferencialmente do sangue de aves.

A captura de um animal raro surpreendeu os servidores da Agência de Defesa Agropecuária do Estado do Pará (Adepará) em Pacajá, no sudoeste do estado, em uma ação para controle de foco de raiva em herbívoros. Durante o trabalho, realizado entre 20 e 24 de setembro, foi capturado um morcego vampiro albino, da espécie Diaemus youngi, que se alimenta preferencialmente do sangue de aves.

De acordo com Wilson Uieda, pesquisador do Departamento de Zoologia da Unesp de Botucatu, especialista em Zoologia e Ecologia de Morcegos, esta é a segunda captura registrada no Brasil de um exemplar albino dessa espécie.

Image title


Normalmente, o Diaemus youngi tem a pelagem parda amarelada e a dorsal é mais escura que a ventral.

Os servidores que estavam em campo ficaram surpresos, fizeram uma foto do morcego branco e enviaram para a médica veterinária Elvira Colino, da Adepará.

“Primeiro eles ficaram sem saber o que fazer. Quando dei o treinamento, já tinha citado que poderia haver morcegos albinos, mas dessa espécie é muito raro acontecer, nunca tinha visto”, afirma Elvira.

Captura
Como o animal estava em uma área de coleta de morcegos que se alimentam de mamíferos, ele foi capturado e tratado, pois pode ter sido contaminado. O morcego com alteração genética é um macho e foi capturado dentro de uma propriedade.

Ele recebeu uma pasta anticoagulante para que possa fazer o controle da raiva no abrigo dele e depois foi devolvido à natureza.

Segundo a veterinária Elvira Colino, a Adepará realiza ações preventivas contra a raiva. Em 2004 e 2005, houve casos de morcegos contaminarem humanos com o vírus da raiva.

Fonte: Com informações do G1