Mulher que defende uso de armas leva tiro do filho de 4 anos

O acidente ocorreu na Flórida, quando o menino encontrou a arma

Uma mulher, defensora do direito ao porte de arma nos Estados Unidos, foi baleada acidentalmente por seu filho de quatro anos de idade.

O acidente ocorreu na Flórida, quando o menino encontrou a arma carregada no carro da mãe. A criança atirou enquanto ela dirigia pela estrada de Putnam County.

Na segunda-feira (7), em sua página no Facebook, Jamie Gilt, de 31 anos prega o uso de armas, ela escreveu, em meio a um debate online, um post estimulando seu filho a usar armas que defendam a família.

Um post mostra uma fotos de crianças felizes de mãos dadas, com a legenda "filhos de outras pessoas." Debaixo dela, uma foto de guerreiros bárbaros lutando com lâminas foi intitulada "Os meus filhos".

Mulher que defende uso de armas leva tiro do filho de 4 anos (Crédito: Reprodução)
Mulher que defende uso de armas leva tiro do filho de 4 anos (Crédito: Reprodução)


Segundo informações o filho de Jamie estava no banco de trás e disparou um revólver calibre 45, com a bala atravessando o banco do motorista. O menino agora está sob os cuidados de parentes e o Departamento de Crianças e Famílias está investigando o caso.

Mulher que defende uso de armas leva tiro do filho de 4 anos (Crédito: Reprodução)
Mulher que defende uso de armas leva tiro do filho de 4 anos (Crédito: Reprodução)


Os investigadores tentam descobrir o que realmente aconteceu e como o menino teve acesso à arma. Apesar da investigação estar em curso, a mãe não foi acusada, já que a arma foi considerada uma propriedade legal.

A reportagem tentou conversar por telefone com Jamie. Ao atender a ligação, uma mulher se recusou a responder a qualquer pergunta e chamou a situação de uma "questão pessoal".

Fonte: Com informações do R7