Mulher se recusa a desligar aparelhos e marido acorda do coma 3 meses depois pedindo comida

Após acordar do coma, sua memória antes de 2010 foi apagada por conta da lesão cerebral.

A americana Danielle Josey Davis havia se casado há apenas sete meses quando um acidente de moto quase tirou a vida de seu marido, deixando-o em coma e respirando com a ajuda de aparelhos. A recomendação dos médicos era deixar Matt Davis morrer, porque havia uma chance de 90 % de ele nunca mais acordar. Mas Danielle decidiu que não era hora ainda. Então, um dia, ele acordou.

"Estou feliz por ter casado com ela", disse Matt à "ABC News" sobre a decisão da mulher que hoje ele aprendeu a amar. Após acordar do coma, sua memória antes de 2010 foi apagada por conta da lesão cerebral.

 Danielle tinha 24 anos quando o acidente aconteceu, e só tinha namorado Matt, com 23 na época, por dois meses antes de se casarem. Ela tomou conta do marido praticamente sozinha durante o tempo da internação, pois seu sogro havia falecido dois anos antes, o que deixou sua sogra muito doente para se manter presente ao lado do filho em coma.

A americana tomou a decisão de tornar sua vida da forma mais confortável que podia. Quando os médicos lhe deram permissão, ela o levou para a casa da mãe.  "Se temos que trazê-lo para casa, vamos garantir que ele tem a melhor vista do mundo", lembrou. "Se ele vai ser um corpo em uma cama, vamos dar-lhe algo para olhar."

Fonte: Globo