Mulheres que roncam precisam alterar sua circunferência abdominal

Possíveis causas das barulhentas paradas no entra e sai de ar.

A falta de estudos sobre a apneia nas mulheres motivou uma equipe do Instituto do Sono, em São Paulo, a desvendar as possíveis causas das barulhentas paradas no entra e sai de ar durante a noite no grupo feminino.

Após analisarem os dados das voluntárias, encontraram dois fatores principais que estão atrás dos roncos. "O primeiro é a menopausa, quando ocorre a diminuição dos hormônios estrogênio e progesterona, que têm um efeito protetor no sistema respiratório", conta a ginecologista Helena Hachul de Campos, orientadora do trabalho.

O segundo fator é a circunferência abdominal: as mulheres com mais de 87,5 centímetros de cintura apresentavam maior propensão aos roncos – tanto é que 75% das que tinham o ventre inflado portavam apneia. Uma boa desculpa para emagrecer, não? "Perder peso, aliás, é uma das medidas indicadas para diminuir a gravidade do distúrbio, que está relacionado a problemas no coração e cérebro", diz o psicobiólogo Daniel Polesel, um dos autores da pesquisa. 

Image title


Fonte: Com informações do Brasil Post