"Não consigo parar", diz mulher viciada em arrancar a própria pele

Alys diz estar acostumada com sua condição

Portadora de um transtorno chamado dermatilomania, Alys Mann, de 34 anos, não consegue parar de arrancar pedaços da sua pele sempre que fica nervosa ou entediada, e em grande parte do tempo nem percebe que está se machucando gravemente. Às vezes, ela passa até três horasdo dia causando feridas nas pernas e braços.

Não há cura para a dermatilomania. Alys, deve começar em breve sessões de terapia comportamental, na tentativa de manter sua condiçãosob controle.

— Não quero fazer mais isso, mas tambémnão consigo parar. É como quem rói unha. Faço sem perceber, tipo quando estou assistindo TV, por exemplo. Logo em seguida há até algum tipo de alívio, masdura pouco e logo eu me sinto culpada e envergonhada.

Alys, mãe de dois filhos, contaque a primeira lembrança que tem deste tipo de comportamento é de quando elatinha apenas nove anos de idade, e arrancou uma “casquinha” de um machucado nojoelho enquanto estava na escola.

— É um ciclo vicioso. Arranco, forma uma casca, e então eu quero arrancá-la. Faço até que finalmente fico com uma cicatriz e não há mais o que fazer.

Alys diz estar acostumada com sua condição, mas que seu maior medo é que seus filhos copiem o comportamento.





Image titleImage titleImage title


Fonte: Com informações do R7