"Não terá mais vida na Terra dentro de 100 anos", afirma cientista

Falta de recursos naturais e mudanças de clima são um dos motivos.

De acordo com o cientista australiano Frank Fenner,  daqui há cem anos a Terra se tornará um planeta inabitável. Para Frank, a superpopulação, a falta de recursos naturais e as mudanças climáticas são os fatores que nos conduzirão ao fim da nossa existência.

Embora a previsão do microbiologista não seja considerada um fato preciso, ele mesmo já vinha alertando a humanidade sobre questões como a da alta concentração de poluentes que são enviadas para a atmosfera. Ainda de acordo com ele, não se pode reverter o que já foi feito até agora, mas é necessário reduzir a poluição e desenvolver tecnologias a fim de mudar o caminho catastrófico.

A previsão é que para o anos de 2.100 a temperatura aumente em 5 ºC, o que será suficiente para provocar elevação do nível do mar, inundações, fome, seca e extinção em massa.

Em novembro deste ano uma conferência, que será realizada na França, discutirá as questões climáticas.

Image title


Fonte: Com informações do Gadoo