Passatempos que provavelmente você abandonou durante a infância

Confira alguns passatempos que você provavelmente já abandonou

Para grande parte das pessoas, a infância é recordada como período especial, livre de preocupações e ligado somente ao lazer e felicidade. As exigências da vida adulta normalmente acabam atropelando os pequenos prazeres, mas manter a mente aberta e o bom humor ajudam a reviver essa fase tão importante. Confira alguns exemplos de passatempo que você tinha quando era criança e não deveria ter abandonado:

1. Ganhar uma nova caixa de lápis de cor era sempre uma grande emoção na infância. Então, que tal voltar a experimentar a relaxante atividade de passar horas colorindo um livro, se desligando completamente dos aparelhos eletrônicos?

2. Se hoje você só vai à praia preocupada em se bronzear e ficar deitada sob o sol, experimente correr para o mar e dar grandes mergulhos refrescantes como você fazia na infância.

3. Pular corda sempre foi um passatempo simples e divertido para você na infância? Então não existe razão para abandonar a prática que, além de lúdica, ainda faz muito bem para a saúde e o corpo. 

4. Liberte a artista que existe dentro de você e compre livros e cadernos infantis de atividades para brincar com tintas, colagens e recortes. Vale até resgatar aquela purpurina para dar brilho aos seus trabalhos.

5. Se você cresceu em um ambiente cercado pela natureza e sente falta disso, pode resgatar essa memória com aulas de jardinagem e voltar a ter contato com terra e plantas.

6. Na infância, você não se preocupava em sujar a roupa e adorava brincar com poças de lama? Hoje você pode até se sujar de forma mais “displicente”, fazendo trabalhos com argila, por exemplo.

7. Você se lembra da alegria de terminar de montar um quebra cabeça? Então por que não voltar a se distrair com a atividade que ajuda na memória e na concentração?

8. Escrever um diário era um hábito que te ajudava a organizar pensamentos e expor sentimentos. Pois saiba que a atividade pode ser continuada na vida adulta com os mesmos propósitos, contribuindo para o autoconhecimento e segurança.

9. Por fim, que tal voltar a experimentar a sensação refrescante de correr debaixo de uma chuva de verão? Você certamente vai se sentir como uma criança novamente, recarregando as energias, entendendo que as melhores coisas da vida não têm preço.



Image title

Fonte: bolsademulher