Pedras de Ica sugerem que homens e dinossauros viveram juntos

Pedras de Ica sugerem que homens e dinossauros viveram juntos

Javier Cabrera foi o primeiro a se dedicar ao estudo das rochas

As pedras de Ica são rochas que foram lapidadas manualmente e seus traços remetem a seres humanos e dinossauros, entre outros animais e objetos, convivendo em uma mesma época. Um médico peruano Javier Cabrera foi o primeiro a se dedicar ao estudo das rochas, reveladas após o desvio do rio Ica, em 1960.

A pedras contem representações de dinossauros e peixes, extintos há milhões de anos; cenas de cirurgias e transplantes de órgãos de pessoas; alguns mapas e até traços com teor sexual. Representações de objetos de tecnologia avançada também podem ser vistos nessas pedras.

O médico acredita que as pedras são originárias de alguma civilização extraterrestre, detentora de um avançado conhecimento tecnológico, os chamados homens gliptolíticos. Segundo ele, este povo teria visitado nosso planeta quando os dinossauros ainda dominavam a Terra para criar, geneticamente, o homem moderno. Depois disso, estes seres partiram para sempre.

Os cientistas não acreditam nessa teoria. Mas algumas novas descobertas estão fazendo os cientistas mudarem o seu conceito. Atualmente as pedras estão expostas na Praça das Armas, da cidade de Ica.

Fonte: Nerdices