Pesquisa revela que formato do rosto pode afetar quanto você ganha

O formato do seu rosto pode afetar quanto você ganha (PESQUISA)

Vamos encarar a verdade: ser bonito traz dinheiro. A maioria das pessoas está ciente da relação entre beleza e sucesso na vida, mas uma nova pesquisa aponta que o formato do rosto do homem pode ser responsável pelo sucesso nos negócios.

Um novo estudo de pesquisadores da Universidade da Califórnia em Riverside, da London Business School e da Universidade Columbia descobriu que homens de rosto mais largo – aqueles que tem o rosto mais largo que comprido – negociam bônus de contratação que são cerca de 2 200 dólares mais altos que os de rostos mais estreitos. Os pesquisadores também descobriram que homens de rosto largo são muito melhores na hora de negociar em causa própria.

No estudo, publicado no The Leadership Quarterly, os pesquisadores uniram estudantes em pares e pediu que eles negociassem um bônus de contratação hipotético. Um aluno fazia o papel do recrutador e o outro, do candidato ao emprego. O estudo apontou que homens de rosto largo negociaram bônus em média 2 200 dólares mais altos. Os pesquisadores também pediram a 46 alunos de MBA que negociassem uma casa fictícia. Os de rosto largo conseguiram preços significativamente mais altos quando estava vendendo e mais baixos quando estavam comprando.

Talvez surpreendentemente, não é a primeira vez que cientistas fazem correlação entre a largura do rosto e o sucesso das pessoas. Em 2011, pesquisadores da Universidade da Califórnia em Riverside (http://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/22042727) olharam para as proporções entre largura e comprimento dos rostos dos CEOs das 500 maiores empresas americanas e descobriram que os CEOs de rosto mais largo em geral eram responsáveis por uma performance financeira mais sólida.

Naquele estudo, os pesquisadores identificaram o CEO da General Electric, Jeff Immelt, como um líder assertivo, capaz de enfrentar sua equipe para implementar reformas de sustentabilidade no meio da década passada. No fim das contas, as medidas beneficiaram tanto os acionistas da empresa como o meio-ambiente.

Os pesquisadores também apontaram para Herb Kelleher, outro líder de rosto largo, responsável pelo sucesso financeiro da Southwest Airlines.

Rostos largos costumam estar associados a níveis mais altos de testosterona nos homens, segundo Michael Haselhuhn, professor assistente de administração da UC Riverside e co-autor do estudo. Homens com níveis mais altos de testosterona podem se sentir mais poderosos e dominantes, diz Haselhuhn.

Mas ter um rosto largo não significa sucesso garantido. Os pesquisadores descobriram que, apesar de negociar bem individualmente, os homens de rosto largo não se davam tão bem quanto os de rosto estreito quando a tarefa envolvia trabalho em grupo ou quando era necessário fazer algum tipo de concessão para fechar um acordo.

E em outro estudo de 2011 da mesma equipe da UC Riverside, os pesquisadores descobriram que homens com rosto mais largo gostam de “enganar explicitamente as pessoas com quem negociam” e tinham maior propensão a “ser desonestos a fim de aumentar seus ganhos financeiros”.

Haselhuhn disse que não há nada a fazer para mudar as proporções do rosto, mas é possível ser bem sucedido no trabalho com mudanças de comportamento.

“Homens de rosto largo devem estar cientes de que os outros o enxergam como uma pessoa mais competitiva e, portanto, devem se esforçar para criar um ambiente cooperativo quando negociam (se realmente quiserem cooperar)”, disse Haselhuhn ao The Huffington Post por email. “Já quem tem o rosto estreito deve estar ciente de que pode ser visto como alguém ‘mole’ e, portanto, precisa ter cuidado quando a outra parte tenta tirar vantagem disso.”

Qualquer que seja o formato do seu rosto, você ainda pode ser influenciado por seus colegas de rosto largo. Segundo outro estudo dos mesmos pesquisadores, de 2013, as pessoas tendem a confiar menos nos colegas de rosto largo. Na verdade, todo mundo tende a agir de forma mais egoísta quando interage com alguém de rosto largo, afirmaram os pesquisadores.

Eles dizem que essas descobertas não se aplicam às mulheres. Os homens de rosto largo tiveram uma vantagem evolucionária segundo a qual eles se reproduziram com mais facilidade e “tiveram sucesso em garantir recursos escassos de outros homens a fim de se manter e aos seus filhos”, segundo Haselhuhn.

Clique e curta Portal Meio Norte no Facebook

Fonte: Brasil Post