Pesquisadores britânicos desenvolvem chocolate antirrugas

De acordo com o jornal britânico "Telegraph", o 'Esthechoc' deve ser vendido a partir de março. Por enquanto, só no Reino Unido.

Comer chocolate sem culpa pode estar mais próximo do que se imaginava. Pesquisadores da Universidade de Cambridge, na Inglaterra, estão desenvolvendo um chocolate que promete retardar o aparecimento de rugas e flacidez na pele.

Segundo os cientistas, 7,5 gramas do 'Esthechoc', como está sendo chamado o produto, contêm a mesma quantidade de antioxidante que um filé de salmão. A pequena porção também tem os mesmos níveis de polifenóis (radicais-livres) que 100 gramas de chocolate comum e apenas 38 calorias, o mesmo que uma maçã.

O produto promete deixar a pele de uma pessoa que tem entre 50 e 60 anos com a aparência de que tenha 20 ou 30 anos. Testes mostraram que depois de quatro semanas, voluntários tiveram menos evidências de inflamação no sangue e aumento de circulação para os tecidos da pele.

De acordo com o jornal britânico "Telegraph", o 'Esthechoc' deve ser vendido a partir de março. Por enquanto, só no Reino Unido.

Fonte: Catraca Livre