Por que as pessoas preferem adotar um cão, à uma criança?

Menores sofrem cada vez mais com a baixa taxa de adoção

O velho e bom Eduardo Dusek já cantou “troque seu cachorro por uma criança pobre”. Vou fazer coro. Tem muita gente, muita gente mesmo, que prefere o cheiro dos animais ao do ser humano. Eu, ao contrário, sempre preferi a companhia dos homens. Acho uma estupidez a grana gasta com cachorros e gatos. Mas, cada um sabe como ganha e como gasta seu dinheiro.

Estou escrevendo isso porque o drama dos menores de idade nas nossas ruas e praças fica ainda mais dramático quando o frio chega. Qualquer pessoa, minimamente preocupada com o outro, fica condoída ao ver aquele amontoado de garotas e garotos procurando um abrigo, enquanto os corpos franzinos tremem sob um frio de rachar. De uns tempos para cá, a causa dos animais ganha mais adeptos. Donos de lojas com produtos para a boa vida deles não se queixam da crise. Estão sempre abarrotadas. Verdadeiras fortunas são gastas em mimos para os animais, que são tratados como criancinhas.

Gostaria de ver esse pessoal que desperdiça uma dinheirama para o conforto dos animais domésticos terem o mesmo desprendimento para ajudar a diminuir um  pouquinho que seja o sofrimento dos menores abandonados. Sei que alguns de vocês vão pensar: “deixa de ser idiota Bruno; uma coisa não tem nada a ver com a outra”. Para mim, tem.

Esse pessoal que cria animal como criança está doente. Eu já disse isso em um post anterior. Vou deixá-los cuidar da doença deles, mas adoraria vê-los dedicando um pouco de tempo e dinheiro para os menores abandonados.

Fonte: R7.com