Por que os bebês não se afogam na placenta da mãe?

Por que os bebês não se afogam na placenta da mãe?

Na gestação, o bebê não tem necessidade de praticar respiração

Os bebês, para desenvolverem no corpo das mães, ficam envoltos em placenta. Mas como eles não se afogam no liquido amniótico se já estão com os órgãos formados? A explicação da especialista é simples.

Primeiro, o líquido amniótico serve para a proteção do bebê. Segundo, a alimentação da criança é feita pelo cordão umbilical, sendo a mãe provedora das substâncias necessárias para o crescimento saudável do bebê.

Com esse sistema, o bebê não tem necessidade de praticar respiração para coletar oxigênio para as células.

Especialistas contam que a partir do terceiro mês de gestação, os bebês já começam curtos movimentos de respiração. E com isso, eles começam a ingerir o líquido amniótico na quantidade de 350 ml.

O corpo do bebê impede qualquer possibilidade de engasgamento, através da produção de uma secreção específica que impede a invasão de qualquer substância nos pulmões

Fonte: Site de Curiosidades