Propaganda é críticada após se referir à colicas como "mimimi"

As internautas realizaram um protesto pedindo o fim da propaganda.

Mais uma polêmica está surgindo na internet envolvendo um produto. Desta vez o foco é uma marca de analgésicos. Isso porque a propaganda usou o termo “#SemMiMiMi” para se referir as cólicas menstruais das mulheres.

A página da marca nas redes sociais recebeu uma enxurrada de críticas por conta do termo usado na propaganda. “Me senti profundamente ofendida com essa publicidade. Se vocês querem vender remédio para as mulheres coloquem no mínimo mulheres na criação do marketing. Certamente uma delas teria esclarecido que cólica não é essa coisa banal que vocês chamam de mimimi”, desabafou uma seguidora.

Image title

“Esse mimimi que vocês falam me resultou em uma fertilidade, então antes de fazer uma propaganda dessas façam algo que alertem o povo sobre as cólicas fortes”, criticou outra internauta. “Mandaram muito mal. Sobra machismo, indelicadeza e mal gosto. Por uma publicidade mais inteligente e criativa”, pediu uma usuária. Muitas mulheres solicitaram a retirada da campanha do ar e afirmaram que vão denunciar o caso a Conar.

 Em resposta as críticas a empresa se manifestou e declarou que vão reavaliar a campanha. “Para Novalfem, a dor é coisa séria, independentemente do tipo ou da intensidade. Considerando que a marca foi desenvolvida para proporcionar alívio às dores de cabeça, cólicas menstruais e enxaqueca, de leve a moderada intensidade, a proposta da campanha “Sem Mimimi” foi abordar, de maneira mais leve, alguns desconfortos que as mulheres vivem, valorizando inclusive a sua vontade de superá-los.

Acatamos as opiniões publicadas e esclarecemos que, em nenhum momento, se pretendeu subestimar o impacto dessas dores ou desrespeitar quem as sente.

Em consideração às pessoas que manifestaram a sua insatisfação, Novalfem decidiu reavaliar a campanha”, disse o comunicado.

Image title


Fonte: Com informações do G1