Saiba quais alimentos são úteis para combater o mau hálito; confira

Sua boca fresca e livre de odores ruins

Manter uma higiene bucal regular, com escovação e fio dental, é a medida número 1 para quem quer combater um dos piores inimigos dos relacionamentos: o mau hálito. Entretanto, manter uma boca fresca e livre de odores ruins vai muito além da pasta de dentes e do enxaguante bucal. O que é ingerido nas refeições, por exemplo, tem efeito direto sobre o hálito.

Uma nutrição adequada e pelo consumo de certos alimentos e bebidas, portanto, é um grande passo rumo a um hálito fresco – sempre aliado à profilaxia correta dos dentes, gengivas e língua, claro.

Água

Beber bastante água pura ao longo do dia (em média dois litros) mantém a boca umedecida, removendo resíduos alimentares e evitando a formação de placa bacteriana na língua, o que pode resultar em mau hálito.

Chiclete

Não é apenas pelo gostinho refrescante que o chiclete ajuda a combater a halitose. Mascar goma de vez em quando, desde que seja sempre sem açúcar, também ajuda a aumentar a salivação e manter a boca hidratada.

Iogurte natural

Semidesnatado ou desnatado e sem açúcar, ele tem baixo teor de carboidratos com baixo índice glicêmico, o que previne a proliferação bacteriana – combatendo assim a formação de cáries. Além disso, minimiza a produção do gás sulfídrico, formado em processos fisiológicos do corpo, e que favorece o mau hálito.

Chá verde

Consumido sem açúcar ou adoçante, o chá verde e seu sabor amarguinho auxiliam na produção salivar, impedindo a formação da placa bacteriana na língua. Entretanto, atenção para o consumo: o chá verde deve ser adicionado ao dia a dia, mas não deve substituir a água: por ser rico em cafeína, ele pode ter efeito oposto e favorecer a desidratação.

Chá de boldo e de alecrim

A ingestão de infusões de boldo e de alecrim (também sem açúcar), principalmente após refeições gordurosas, além de hidratar, facilita a digestão, prevenindo a incorreta liberação de gases produzida no intestino pelas vias respiratórias.

Maçã e cenoura

Consumidos crus, são alimentos ricos em fibras, que estimulam a salivação e auxiliam na limpeza dos dentes e da língua, impedindo a formação da placa bacteriana na língua.

Frutas cítricas

Algumas, como limão, abacaxi, kiwi, morango e maracujá são excelentes para a manutenção de um hálito saudável. Além de terem ação adstringente e bactericida, estimulam a salivação, inibindo a proliferação de bactérias na boca, e estimulam o funcionamento do sistema digestivo. O melhor é consumi-las sem açúcar, mesmo na forma de suco.

Canela, gengibre e hortelã

São três exemplos de alimentos com ação antioxidante, adstringente e termogênica. Assim, estimulam o sistema digestivo, auxiliando a digestão, além de adoçar e deixar o hálito mais fresco.

Cereais integrais

A manutenção da glicemia e da insulina é mais estável com o consumo de alimentos ricos em fibras e em carboidratos complexos, como pães, macarrão e arroz integrais, o que evita o mau hálito provocado pela hipoglicemia (ela surge em decorrência do jejum prolongado), além das fibras favorecerem uma flora intestinal saudável e estimular o trânsito do intestino.

Fonte: iG