Só para quem tem estômago: veja como é o processo de digestão

O corpo humano é uma máquina fabulosa e inteligente

O corpo humano é uma máquina fabulosa e inteligente, de modo que a maioria dos processos realizados por ele sequer depende da vontade de cada pessoa, e o vídeo que você vai ver a seguir é uma prova disso.

Nele, conseguimos ver de perto como funciona o processo digestivo.Quando colocamos um alimento na boca, a digestão começa. Glândulas salivares que ficam na parte de baixo da língua já liberam saliva para que o alimento desça de forma mais fácil e seja mais bem digerido. No estômago, a comida é triturada enquanto o órgão libera suco gástrico e esmagada até ficar em uma consistência líquida. Dali, essa mistura deliciosa é mandada para o intestino delgado.

É nessa parte do intestino que a maioria dos nutrientes do que comemos é absorvida. Tudo isso acontece graças aos chamados movimentos peristálticos, que são as contrações musculares que fazem com que esses órgãos se mexam e suguem o alimento. A força dessas contrações é tão grande que somos capazes de comer de ponta-cabeça, se quisermos.A parede interna do intestino é formada por estruturas que liberam enzimas que ajudam a digerir o alimento.

O papel do pâncreas também é fundamental para a digestão: ele produz uma substância que é enviada ao intestino delgado enquanto o bolo alimentar passa por ele, neutralizando a ação do ácido gástrico.

Enquanto tudo isso acontece, a vesícula biliar, que trabalha grudadinha ao fígado, libera a bile, um líquido de coloração amarelo-esverdeada que aperfeiçoa a digestão da gordura e facilita a absorção dos nutrientes daquilo que comemos. Após 1h30 de trabalho, o intestino delgado já absorveu a maior parte dos nutrientes do alimento – todo o processo digestório leva em média 12 horas.

Depois que o bolo alimentar já passeou pelo intestino delgado, é a vez de o intestino grosso colocar a mão na massa. Essas duas partes do intestino são separadas por uma válvula que impede que a comida faça o caminho contrário. Uma das funções do intestino grosso é basicamente lidar com o resto da comida que não é absorvida pelo corpo, além, é claro, de se livrar das células mortas do nosso organismo, que se acumulam durante a digestão.

O principal trabalho do intestino grosso é extrair água desse bolo nada apetitoso de comida. A parede interna desse órgão é formada por muitas bactérias “do bem”, que não estão ali porque contraímos alguma infecção, mas porque são essenciais para a nossa saúde intestinal. São microrganismos que produzem enzimas capazes de quebrar carboidratos complexos, substâncias presentes em alguns alimentos, que, sem a ajuda dessas bactérias, não seriam completamente digeridos.

Depois de toda essa viagem interna, estamos prontos para expelir o resto de comida que não nos serve mais, e o processo digestivo acaba de uma maneira natural e um pouco nojenta: no troninho. 


Fonte: Mega Curioso