Taxista na Índia dirige a mais de 10 anos de ré e impressiona

O homem tem autorização da justiça pra dirigir desta forma

Andar de ré não é a primeira função que desenvolveram pros carros. Na verdade, a ré só veio alguns anos mais tarde após a inveção dos automóveis. Porém, um taxista na índia usa a direção contrária como a principal em seu veículo. Ele ja anda de ré a 11 anos e tem autorização da justiça para isso.

O cidadão que é conhecido por todos em sua cidade natal, Bhatinda, em Punjab, se chama Harpreet Dev. O homem tem uma grande habilidade de dirigir para trás, e o governo concedeu uma licença especial para que ele conduza o seu táxi dessa maneira em qualquer estado da parte norte da Índia.

Essa costume de Dev chegou a um ponto tão alto que ele não é mais capaz de dirigir para frente, e quando pedem para ele fazer isso ele diz que não se responsabiliza. Os moradores do local acham estranhíssimo esse jeito que o cara tem de dirigir. Imaginem só o tanto de turistas que procuram esse rapaz…

Certo dia, o Fiat Padmini de Dev ficou preso na marcha à ré, e ele não conseguia voltar ao normal por nada no mundo. Era tarde da noite e ele precisava voltar para Bhatinda. “Eu estava fora da cidade, não tinha dinheiro e necessitava retornar para minha casa. Então, eu dirigi para trás e, mais tarde, ganhei confiança nisso”.

De lá para cá, Dev equipou todo o seu automóvel para poder dirigir dessa forma. Ele próprio redesenhou a caixa de velocidades de modo que pudesse ter quatro marchas à ré e apenas uma para frente. Também colocou uma sirene para alertar os motoristas que não veem os dizeres colados no veículo.

29110545449182

Nesses 11 anos de prática, Dev consegue atingir até 80 quilômetros por hora andando dessa forma. “Eu tomo todo o cuidado que puder para proteger os outros motoristas na estrada”, disse ele, orgulhoso por nunca ter causado um acidente grave por conduzir o automóvel andando para trás. Mas, por que ele tem essa incrível fascinação?

Entrando para o Guinness Book

O maior sonho de Harpreet Dev é fazer algo diferente, alguma coisa exclusiva, que ele possa se orgulhar de ser a única pessoa a ter realizado. Dirigir na marcha à ré permitiu que ele fosse conhecido por toda região norte da Índia e alguns lugares mais, mas o taxista não se contentou com apenas isso e queria se mostrar para o mundo.

Foi então que tentou entrar para o Livro dos Recordes Mundiais. Para isso, ele dirigiu para trás de Rajasthan, na Índia, até Lahore, no Paquistão, com o intuito também de promover a paz entre os dois países. Infelizmente, ele não conseguiu sua entrada no Guinness Book, já que um inglês tinha conseguido realizar a façanha com uma distância maior.

A habilidade de Dev pode ser interessante e curiosa e ele pode gostar muito de realizá-la o tempo todo, mas dirigir em marcha à ré está causando muitos problemas de saúde para o taxista que, inclusive, necessita estar bem fisicamente para poder trabalhar conduzindo os passageiros pelos lugares indianos, realizando viagens curtas e longas.

Ele até tentou reunir imagens constantes de todo o tempo em que dirigiu de marcha à ré, mas não conseguiu. Então, o sonho de ter a sua habilidade divulgada para que todo o mundo pudesse conhecê-lo teve que ser adiado, mas o indiano ainda não desistiu e já pensa em uma nova aventura que possa ser registrada no Guinness Book.

O motorista está sofrendo de dores fortes e constantes nas costas e pescoço. “Eu tenho dores frequentes no pescoço e, na semana passada, tive vômitos severos. Tudo isso é consequência de dirigir no sentido inverso, porque o meu corpo se contorce completamente”. Mas ele acredita que vale a pena: “Conseguir algo especial nunca é fácil”.

Fonte: www.meionorte.com