"Tive boas experiências de namoro', revela padre Fábio de Melo

Segundo ele, foram dois namoros, antes de se dedicar a vida espiritual.

O Padre Fábio de Melo, durante participação no programa “Raul Gil”, fez revelações surpreendentes sobre sua vida pessoal. Segundo ele, foram dois namoros, antes de se dedicar a vida espiritual.

“Antes de entrar no seminário, tive todas as minhas experiências como um rapaz normal. Eu vi muitos valores numa vida a dois, tive boas experiências de namoro. Fui um homem muito feliz naquele tempo que eu pude experimentar, mas a vocação sacerdotal sempre falou muito alto dentro de mim”, revelou. “Eu era um menino bom e respeitador. Eu era um namorador contido”, disse. “A paixão é a antessala do amor, não é amor ainda. Com a paixão você não vê a realidade, você vê o que imagina do outro”.


As integrantes do quadro “Elas Querem Saber”, Thammy Miranda, Val Marchiori, Dani Bolina e Penélope Nova, questionaram o Padre sobre desejos. “Claro que tenho. A sexualidade é um conjunto de energia que nos movem, ela não se limita ser uma relação genital”, disse.

"A capacidade de administrar o desejo tem que estar em todos nós. Na vida existe a sublimação, que é a capacidade de canalizar tudo o que você deseja, e não só sexual, e você tenta canalizar aquilo para um objetivo de vida”, afirmou. “A mulher quando se casa, tem que administrar o desejo para ser fiel. O contexto feminino é que faz a vida ser boa. Se o homem não tem sua dimensão feminina bem trabalhada dentro de si, ele é um bruto. É a mulher que nos ensina os caminhos da sensibilidade”, destacou.

Padre Fábio de Melo ainda revelou que nunca escondeu sua vaidade. “Eu nunca escondi minha vaidade, porque seria uma hipocrisia da minha parte”, afirmou. “Sempre tive a preocupação de estar bem, de me apresentar bem. Sempre que posso, faço atividade física", disse. "Eu não tenho direito de pedir saúde a Deus e não cuidar de mim. Não tem novena que nos emagreça, a não ser aquela que a gente reza correndo”, brincou.

Fonte: CARAS