Todos os aviões são atingidos por raios ao menos uma vez por ano

Avião caiu por ter sido atingido por um raio nos Estados Unidos

Quem tem um pouco mais de medo de ser atingido por um raio do que o normalmente provavelmente já sabe de algumas precauções que podem se tomadas para evitar as chances de sofrer um desses eletrizantes encontros. No entanto, o que a maioria das pessoas desconhece é que o risco disso acontecer aumenta 560 vezes caso você esteja dentro de um avião em pleno voo.


Image title

Segundo dados levantados pelo Quartz, cada aeronave em funcionamento no mundo costuma ser atingida por um raio ao menos uma vez por ano. Antes que você decida nunca mais entrar em um avião, no entanto, vale a pena entender o que acontece quando o veículo aéreo é acertado por essas monstruosas descargas elétricas: praticamente nada.

Quando as aeronaves modernas são projetadas, as equipes responsáveis pelo produto sempre contam com a presença de um engenheiro que vai se certificar de que os sistemas elétricos, equipamentos e combustível estão protegidos dos 30 mil amperes de força dos raios. Quando a descarga acerta um avião, a eletricidade simplesmente percorre a fuselagem de alumínio por fora e sai por outra extremidade do veículo.

Suave na aeronave

A proteção dos aviões modernos contra descargas elétricas é tão boa que muitas vezes os passageiros sequer percebem o que aconteceu e os únicos danos que ficam são algumas marcas escuras na tintura da aeronave. Segundo registros históricos, a última vez em que um avião caiu por ter sido atingido por um raio nos Estados Unidos foi em 1967 – quase 50 anos atrás.

Dessa forma, você pode manter sua calma e continuar planejando suas viagens para qualquer lugar do mundo. Ainda que uma grande estrutura de metal voando pelo meio de nuvens carregadas de partículas elétricas seja um alvo fácil para raios, você ainda estará bem mais seguro lá do que se estivesse parado em campo aberto durante uma tempestade.


Fonte: Mega Curioso