Veja a explicação científica para alguns relatos bíblicos

Há 7 relatos bíblicos que podem ser explicados científicamente

Existem milhares de coisas que a bíblia afirma mas que podem ser cientificamente comprovadas. Sendo uma questão de escolha, algumas pessoas preferem acreditar na bíblia, e outras preferem acreditar nas coisas que são cientificamente comprovadas pelos cientistas. Mas o objetivo da matéria não é discutir o que é certo e o que é errado, mas sim relatar que algumas passagens da bíblia podem ser comprovadas cientificamente.

Com certeza vocês já devem ter escutado das pragas do Egito, e será que isso poderia ser comprovado cientificamente? Isso é o que vocês vão conferir na nossa matéria. Então, caros amigos, confiram agora a nossa matéria com os 7 relatos bíblicos que podem ser explicados cientificamente:

1 – Água se tornou sangue

best3prag

Conforme a bíblia, toda e qualquer água do Egito foi transformada em sangue e os rios foram contaminados, matando todos os peixes. Mas alguns pesquisadores acreditam que com a mudança de clima e a chegada da seca, as altas temperaturas e a escassez de chuva teriam alterado as características do Rio Nilo, e a proliferação de uma alga chamada Oscillatoria rubescens, que em águas quentes em pouco agitadas, podem ficar da cor vermelha.

2 – Infestação de sapos

sapos2

A bíblia diz que o Egito fo assolado por pragas, insetos e animais que transmitiam doenças. De acordo com hipóteses de pesquisadores, a alga O. rubescens teria dado origem a rãs, piolhos e moscas, nessa mesma sequência. A intoxicação das águas poderia ter feito com que as rãs e sapos saíssem da água, se espalhando por toda a região. Com a saída dos sapos e rãs dos rios  e a proliferação da alga, o ciclo reprodutivo dos girinos foi prejudicado e então começaram a faltar sapos e rãs.

Assim, as moscas, piolhos e demais pragas começaram a se proliferar sem seus predadores. Em consequência disso, ocorreram mortes de animais e a disseminação da sarna. Com a morte de muitos animais, as carcaças podres proliferaram e trouxeram muitas moscas, que atacavam os animais.

3 – Diluvio

17820889

Moisés levantou a vara para o céu e causou uma tempestade de granizo e fogo. Ele teria danificado gado e pessoas, especialmente os egípcios. E é aí que entra a teoria do vulcão de Santorini, que apesar de mais de 400 km de distância, a explosão causou uma nuvem de cinzas e fogo, que acabou atingindo o Egito.

4 – Névoa e trevas

chile-volcano-eruptio_fran

O mesmo vulcão do diluvio poderia ter deixado sem luz solar para os egípcio por três dias. Essa foi uma maneira de mostrar que o Deus israelitas era mais poderoso. Essa mesma explosão do vulcão que causou o dilúvio, poderia ter deixado o céu escuro com nuvens de cinzas durante três dias.

5 – Morte dos primogênitos

003

A bíblia diz que a última praga do Egito, todos os primogênitos teriam morrido em apenas uma noite. Esta tragédia pode haver até duas explicações. A primeira está mais uma vez ligada a erupção do vulcão. Os abalos sísmicos teriam liberado gases tóxicos, que matou as pessoas que estavam dormindo próximos ao nível do solo, ou seja, os irmãos mais velhos. A segunda explicação já vem da escassez de alimentos. Os alimentos já estavam contaminados por vestígios dos gafanhotos e moscas, e assim os alimentos criaram fungos tóxicos. No Egito antigo, os primogênitos tinham a preferência na alimentação, e provavelmente eles ingeriram os fungos tóxicos.

6 – Ulcerações da pele

blogue-desespero-foto-desespero1

Moisés e Arão dispararam para o ar as doenças que pegaram as pessoas e os animais. Isso criou feridas na pele das pessoas que não havia nenhuma maneira de curar. A explicação para isso é que assim como existiu epidemias entre os animais, também existiu entre os humanos, especialmente as de origens bacterianas, que podem causar ulcerações da pele.

7 – Gafanhotos

dv501010_0

Moisés teria atraído uma nuvem de gafanhotos que cobriu o Egito destruindo o que restava de pomares e plantações dos egípcios. Por causa da explosão do vulcão , já referido na matéria, houve uma mudança no clima, as temperaturas abaixaram e houve o aumento da umidade, que fez com que os gafanhotos fossem sobre as culturas egípcios.

Fonte: Fatos Desconhecidos