De vestido comportado, Juliana Alves lança Playboy

Na hora do ensaio, o primeiro momento totalmente nua foi um tanto constrangedor

A atriz Juliana Alves escolheu um pretinho básico para a coletiva de seu ensaio nu na "Playboy". Nesta quinta-feira, 1º, a atriz cedeu uma coletiva de imprensa para falar sobre suas fotos em São Paulo - a morena é a capa da edição deste mês - e contou aos repórteres que foi preciso meia hora para que ela tomasse coragem para sair de casa e ir para o Joá, onde posou nua.

"Minha assessora ficou 30 minutos me esperando, até que me ligou e perguntou: "Você está fugindo?". Aí não teve jeito, tive que ir", disse a atriz, durante a coletiva desta quinta, 1.

Na hora do ensaio, Juliana diz que o primeiro momento totalmente nua foi um tanto constrangedor. "Foi uma sensação diferente, totalmente nova para mim", revela a atriz, que confessa ter tirado a roupa aos poucos. "Primeiro tirei a blusa, depois a parte de baixo... Aí fui destravando, ficando concentrada".

Juliana não quis bebida para se soltar no ensaio, inspirado no clima vintage dos anos 80. "Preferi ouvir música, as mesmas que me inspiravam a dançar na minha época de bailarina. Música me move, e me deixou menos travada durante as fotos".

Fugindo do estereótipo

Apesar das personagens feitas por Juliana na TV puxarem pelo estereótipo de mulata gostosa, a atriz não tem preocupação em ficar marcada por isso. "Os trabalhos que faço e farei no futuro são artísticos. Valorizo muito a cultura do país, por isso as pessoas me associam ao samba, que é algo que gosto e conheço".

Juliana assume que tinha preconceito com ensaios nus, por isso relutou a aceitar a proposta da revista. "Acho que vi alguns que não foram bem conduzidos. Mas fiquei muito satisfeita com o meu, ficou do jeito que eu imaginava. É um trabalho bonito, de alto nível".

A atriz comentou ainda a brincadeira feita pelo namorado, o ator Guilherme Duarte, que disse que, pelo cachê que Juliana ganhou, até ele posaria nu. "Não sei se valeria a pena que meu namorado posasse nu.(risos) Eu acho a nudez feminina muito mais bonita".

Corpo moldado pela dança

Juliana diz que aceitou posar "aos 46 do segundo tempo", então não fez grandes sacrifícios para o ensaio. "Controlei a alimentação, pedi para o personal "me sacrificar" um pouquinho. Mas acho que não tive nenhuma mudança significativa no corpo, foi mais algo psicológico mesmo, pra eu me sentir bem".

O corpo escultural que Juliana exibe hoje foi moldado com muita dança, que fazia antes de se tornar atriz. "Eram três horas de balé clássico, contemporâneo e sapateado por dia. Hoje não consigo me dedicar muito à dança", diz a mulata, que ficou conhecida no BBB em 2003 e hoje é considerada uma verdadeira atriz.

"Não me vejo como atriz consagrada, mas sim realizada. Tenho oportunidades e com elas vou evoluir".

Fonte: Ego, www.ego.com.br