Desabamento em La Paz,800 famílias perdem suas casas

Desabamento em La Paz,800 famílias perdem suas casas

"Até o momento não há relatórios de vítimas", diz prefeito de cidade atingida.

Desastre começou após fortes chuvas que atingiram a região.

Cerca de 800 famílias bolivianas ficaram sem moradia pelo desabamento de 250 casas em La Paz devido às intensas chuvas, mas até o momento não há relatórios de vítimas, declarou à Agência Efe o prefeito da cidade, Luis Revilla.

Revilla disse que o desastre, que começou na noite de sábado (26) no bairro Kupini II, após as fortes chuvas que desde janeiro causaram 60 mortes em toda Bolívia, se estenderam a nove setores e já alcançam 80 hectares.

"Estamos falando de 250 imóveis afetados (...) de aproximadamente 800 famílias, incluindo todos os setores", disse Revilla, que acrescentou que os deslizamentos continuam.



Vista de casas destruídas após deslizamento de terra no sul de Las Valle área Flores, em La Paz neste domingo (27) (Foto: AFP)

A maioria dos bairros desabrigados são pobres.

Ainda não informaram o número de mortos e feridos, enquanto as autoridades afirmam que os danos são "enormes" porque "é o deslizamento mais sério da cidade", explicou o prefeito.

"Trabalhamos intensamente desde as últimas horas e neste domingo continuamos", disse, por sua parte, o ministro da Defesa, Rubén Saavedra, em entrevista coletiva .

Cerca de 2 mil voluntários, entre funcionários municipais, policiais, militares e bombeiros, trabalham na região para resgatar os desabrigados.

A Prefeitura declarou o "alerta vermelho" e suspendeu o serviço de água potável em dezenas de bairros próximos, para evitar que o deslizamento aumente.

O Governo nacional e o município montaram acampamentos em bairros vizinhos com serviços de emergência para atender os desabrigados.

O presidente Evo Morales decretou "emergência nacional" nesta semana e anunciou que destinará US$ 20 milhões para ajuda e reparação de danos. EFE

Fonte: AE/G1