Documentos declaram Britney como morta

No processo, os advogados da cantora pedem, inclusive, que o assunto siga sob sigilo de justiça.

Susto na redação do site americano TMZ, especializado em celebridades!

Um repórter da equipe do site teve acesso a uma série de documentos referentes ao processo que trata da custódia de Jayden James, de três anos, e Sean Preston, de quatro, filhos de Britney Spears e Kevin Federline. No processo, os advogados da cantora pedem, inclusive, que o assunto siga sob sigilo de justiça.



Mas, um erro muito estranho movimentou os bastidores do noticiário: alguns dos papéis, arquivados em 9 de outubro, declaravam Britney como morta ("In re the Conservatorship of the Person and Estate of BRITNEY JEAN SPEARS, Deceased").

Rapidamente, a equipe tratou de esclarecer o caso e descobriu que se tratava de um erro de algum funcionário da justiça encarregado de preencher tais papéis.

O TMZ entrou em contato com Geraldine Wyle, representante da cantora, e apurou que ela está muito bem.

Vale lembrar que foi o TMZ o primeiro a noticiar a morte de Michael Jackson, em 25 de junho deste ano.

Fonte: OFuxico, ofuxico.terra.com.br