Edir Macedo detona filme ‘50 Tons de Cinza': “Demônios da perversão”

Edir Macedo contou a com a colaboração de Evelyn Higgibotham.


O livro "Cinquenta Tons de Cinza" foi um dos mais vendios e bem aceitos pelo público. Além disso, a história será retratada nos cinemas. No entanto, o Líder da Igreja Universal, o bispo Edir Macedo, publicou em seu blog uma “resenha” falando sobre “Cinquenta Tons de Cinza”, livro de E. L. James, que deu origem ao filme homônimo.

"Além do tema repugnante, o estilo e a trama pobres fazem do livro uma verdadeira piada ao lado de verdadeiras obras de literatura. Mas os milhões de fãs em todo o mundo e os milhões de dólares gerados não são piada. Como pode um livro que todos consideram horrível se tornar um fenômeno financeiro? É simples: demônios da perversão”, disse ele em um trecho da análise.

" Agora que o filme ‘Cinquenta Tons de Cinza’ já está vendendo milhões de bilhetes mesmo antes de sua estreia, esses mesmos demônios estão preparados para invadir as almas de milhões de pessoas”, disse o líder da Igreja Universal.

Edir Macedo – que contou a com a colaboração de Evelyn Higgibotham – afirma que “Cinquenta Tons de Cinza” transmite duas doutrinas: “Primeira doutrina: as mulheres devem encarar o abuso e a violência como algo nobre e corajoso. Segunda doutrina: perversão sexual é incrível. É uma doutrina que glorifica a excitação sexual sem amor, sem carinho, sem dar, sem Deus – o egoísmo e a dor dão mais prazer. É inacreditável, mas até mesmo os cristãos estão se deixando levar por essa doutrina”, escreveu.

Baseado no livro homônimo de E. L. James, classificado pela crítica como “soft porn”, o filme retrata a relação da jovem e inocente Anastasia Steele (Dakota Johnson) com o milionário Christian Grey (Jamie Dornan), adepto de práticas sadomasoquistas. Porém, a produção do longa já havia sinalizado que suavizaria as cenas de sexo, cortando algumas mais polêmicas e sem mostrar nu frontal.

Nos Estados Unidos, o filme recebeu a classificação R, que significa que menores de 17 anos desacompanhados de um adulto responsável não podem assistir ao filme. “Cinquenta Tons de Cinza” tem pré-estreia internacional no Festival de Berlim, no dia 11, e estreia no Brasil na próxima quinta (12).

 

Fonte: TVfoco