Enem será realizado em 6 e 7 de novembro

O ministro já discute a possível data com órgãos participantes há cerca de um mês

O ministro da Educação, Fernando Haddad, confirmou a intenção de realizar o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) nos dias 6 e 7 de novembro, depois dos dois turnos das eleições. A afirmação foi feita no encontro internacional "Em busca de uma política de comunicação para a educação latinoamericana", que ocorre em Foz de Iguaçu, no Paraná.

Segundo o ministro, falta apenas confirmação do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep). O Ministério da Educação (MEC) e o Inep estudam nova data para a realização do Exame Nacional de Desempenho dos Estudantes (Enade), previsto inicialmente para 7 de novembro. Haddad disse esperar que o resultado do Enem saia na primeira semana de janeiro de 2011.

O ministro já discute a possível data com órgãos participantes há cerca de um mês. Em março, em uma discussão com a Associação Nacional dos Dirigentes das Instituições Federais de Ensino Superior (Andifes), Haddad já havia mostrado interesse em realizar a prova em 6 e 7 de novembro. Segundo informações divulgadas pela Andifes na ocasião, as inscrições para a prova devem começar em junho ou julho, e o processo deve estar concluído até janeiro de 2011.

No ano passado, a realização do Enem foi prejudicada devido ao vazamento da prova e o adiamento da data de realização, que alterou o calendário de vestibulares em todo o país. Cinco homens foram indiciados pelo roubo da prova.

Depois da fraude, o Ministério da Educação trocou de gráfica e de consórcio para realizar o exame do ano passado. Para o Enem deste ano, as empresas ainda não foram escolhidas.

Outros problemas ocorreram na hora da inscrição dos estudantes nos cursos de instituições que aderiram à nota do Enem pelo Sistema de Seleção Unificada (SiSU). Os candidatos não conseguiam acessar o site do MEC.

Além disso, alunos não aprovados apareceram como selecionados no site do sistema. O problema ocorreu com cerca de 30 estudantes, que acabaram se matriculando em universidades.

A expectativa é que neste ano cerca de 6 milhões de estudantes fazem o Enem. No ano passado, 4,2 milhões se inscreveram e 2,5 milhões fizeram a prova.

Fonte: g1, www.g1.com.br