Estudo: cigarro aumenta risco de ter câncer de mama

Fumar muito e por longo tempo, antes da menopausa, aumenta o risco



Mulheres que fumam por muitos anos, sobretudo antes da menopausa, e antes de ter filhos, correm mais risco de desenvolver câncer de mama, de acordo com um relatório publicado na revista Archives of Internal Medicine.

Dados coletados por várias instituições médicas e pela Faculdade de Medicina da Universidade de Harvard, nos Estados Unidos, chegaram a essa conclusão depois de analisar 111.140 mulheres, que fumaram entre 1976 e 2006, e 36.017 mulheres, de 1982 a 2006, que eram fumantes passivas. Neste total, 8.772 delas desenvolveram câncer de mama durante o acompanhamento.

Diante destes resultados, os cientistas associaram o câncer de mama ao maior tempo de tabagismo, atual e passado, a quantidade de cigarros fumados por dia, e a idade de iniciação ao vício, como os fatores de maior risco.

- O fumo antes da menopausa foi associado ao risco de câncer de mama. Já após a menopausa, o risco pareceu ser ligeiramente menor.

No entanto, o documento mostra que "o fumo após a menopausa pode reduzir ainda mais os já baixos níveis de estrógeno (hormônio feminino) da mulher no período".

O fumo passivo na infância ou na idade adulta não mostrou relação com o aumento no risco de câncer de mama.

Fonte: R7, www.r7.com