Estudo mostra que 11% dos casados não fizeram sexo durante um ano

Iniciação e gays

Um estudo divulgado nesta quinta-feira pelo Ministério da Saúde aponta que 11% das pessoas que mantêm relacionamento estável não praticaram sexo durante um período de 12 meses.

O levantamento, denominado "Pesquisa de Comportamento, Atitudes e Práticas da População Brasileira", foi feito a partir de dados colhidos junto a 8.000 pessoas de todas a regiões do país da faixa etária entre 15 anos e 64 anos. A pesquisa foi feita entre setembro e novembro de 2008.

Segundo a diretora do departamento de Aids do Ministério da Saúde, Mariângela Simões, o dado prova que manter uma relação dita estável não se traduz em uma vida sexual ativa.

O Ministério da Saúde informa que o estudo irá nortear políticas para a Aids e doenças sexualmente transmissíveis no Brasil.

Os dados revelam que o sexo casual vem crescendo e, atualmente, atinge perto de 9% de todos os entrevistados. Estudo parecido feito em 2004 revelou que o índice era de 4%.

Os homens praticam mais sexo casual do que as mulheres. São 13,2% do total contra 4,1% --daí a média de exatos 8,8%. O dado se refere àqueles que tiveram cinco ou mais parceiros casuais nos últimos 12 meses antes da aplicação da pesquisa. Quando a questão se refere a apenas um parceiro no mesmo período esse percentual sobe para 36,8% no caso dos homens e 18,5% no caso das mulheres, numa média de 27,9%.

Iniciação e gays

O estudo mostra que 26,8% dos entrevistados iniciaram sua vida sexual antes dos 15 anos. Os homens são os mais precoces: 36,9% contra 17% no caso das garotas.

Quando a pergunta se refere a quantidade de parceiros na vida, o estudo mostra que 25,3% do total já teve dez ou mais experiências sexuais com pessoas diferentes. Os homens respondem por 40,1% do total, contra 10,9% no caso das mulheres.

As relações homossexuais são práticas mais comuns entre os homens. Do total de entrevistados, 10% teve experiência com pessoa do mesmo sexo. No caso das mulheres o índice é de 5,2%.

Fonte: AE