Ex-BBB não consegue vetar exibição de entrevista no CQC

Juliana aparece sendo sabatinada por integrantes do programa

O Tribunal de Justiça de São Paulo negou pedido da ex-BBB6 Juliana Canabarro de impedir a divulgação de entrevista dela no programa Custe o Que Custar (CQC), da Band.

Segundo o site Consultor Jurídico, na entrevista em questão, Juliana aparece sendo sabatinada por Marco Luque, Danilo Gentile e Rafael Cortez, como candidata ao posto de nova integrante do CQC, no qual ela se inscreveu. Para o tribunal, impedir a divulgação da entrevista é censura prévia. A ex-BBB alegou ter sido vítima de perguntas tendenciosas, que atingiram valores morais.

De acordo com a defesa da moça, os três entrevistadores fizeram abordagens ?extravagantes e estranhas? ao objetivo da seleção, com insinuações sobre os dotes físicos de Juliana e dando destaque para o fato de a ex-BBB ter posado nua na Revista Playboy.

Porém, ainda segundo o CJ, a liminar foi indeferida em primeira instância. Inconformada, Juliana ingressou com recurso (agravo de instrumento) no Tribunal de Justiça, na tentativa de garantir a proibição da entrevista.

A 4ª Câmara de Direito Privado entendeu que a proibição era descabida, caracterizando censura prévia. ?Não caberia, a pretexto de salvaguardar a intimidade e a vida privada da autora, proibir a exibição do quadro?, afirmou o desembargador Ênio Zuliani.

Concorrendo à vaga

Juliana foi uma dos 32 mil candidatos inscritos no concurso a uma vaga de repórter fixo do programa CQC. A ex-BBB passou pela peneira, que deixou apenas 34 candidatos para a segunda fase de testes.

Fonte: O Fuxico