Ex-fumante ganha indenização de US$ 300 mi

Cindy começou a fumar aos 20 anos porque achava que isso a fazia parecer mais velha.

Um júri americano decidiu que a Philip Morris, a maior fabricante de tabaco dos Estados Unidos, deverá indenizar em US$ 300 milhões uma ex-fumante que sofre de enfisema pulmonar, informaram nesta sexta-feira meios de imprensa locais.

A companhia americana disse que pedirá a revisão do veredicto emitido na véspera em um tribunal de Fort Lauderdale (norte de Miami) que a obriga a pagar a Cindy Naugle, 61, US$ 56 milhões como compensação e outros US$ 244 milhões por danos punitivos.

Segundo documentos consignados no tribunal, Cindy começou a fumar aos 20 anos porque achava que isso a fazia parecer mais velha.

Trata-se de um novo caso de requerimento judicial dos quase 8.000 que foram apresentados nos tribunais da Flórida depois que a Corte Suprema desprezou em 2006 um processo conjunto de US$ 145 bilhões em indenizações, em um julgamento sem precedentes contra a indústria do tabaco americana.

A Corte Suprema decidiu que o fumante deve provar de forma individual que o consumo de cigarros lhe causou as doenças e os danos que alega sofrer.

Fonte: Folha Online, www.folha.com.br