Fabio Assunção é multado por jogar lixo em rua do Rio: "Envergonhado"

O próprio ator usou a rede social Facebook para narrar o fato.

O ator Fabio Assunção foi mais um famoso a ser pego na operação Lixo Zero, que multa quem joga detritos nas ruas do Rio de Janeiro. Ele foi abordado por um agente ao jogar uma guimba no chão após fumar um cigarro na manhã desta segunda-feira. O próprio ator usou a rede social Facebook para narrar o fato. No relato, Fabio disse que estava se sentindo "Constrangido e envergonhado". O ator terá que pagar uma multa no valor de R$ 157.


Fabio Assunção é multado por jogar lixo em rua do Rio e desabafa: ?Constrangido e envergonhado?

"Desembarquei às 10h10 da manhã de hoje no Aeroporto Santos Dumont (RJ), atravessei a faixa dos táxis e aguardei o motorista no canteiro central. Acendi um cigarro, fumei e quando joguei a bituca no chão fui abordado por um funcionário da Comlurb acompanhado de um policial. O funcionário me aplicou uma multa, ofereci os dados necessários, apertei a mão do sujeito e fomos embora sem problemas", contou o ator.

Fabio aproveitou o fato para pedir mais divulgação e esclarecimentos sobre a campanha, que está em vigor no Rio desde agosto.

"Perguntei onde estava sinalizada essa legislação, pois eu não estava sabendo de nada. A resposta que tive é que estava passando direto na televisão. Como não vi nada na televisão e moro em São Paulo, acabei por descobrir que estão sendo veiculados os anúncios apenas no Rio, o que torna um aeroporto um local prioritário de divulgação alternativa, assim como rodoviárias e locais que recebem cidadãos de outras cidades e estados do pais. Se fumar ainda é permitido, para que essa lei seja viável e cumprida, não seriam obrigatórios cinzeiros sinalizados em local afastado da entrada do aeroporto? Pois ali não encontrei nenhum... Aprendi essa através de constrangimento. Vale finalizar dizendo que o funcionário foi educado e gentil e que pelo menos nesse sentido achei positivo. Além de uma cidade limpa, claro, que é o que todos queremos".

Veja o relato na íntegra:

Desembarquei as 10.10 da manhã de hoje no aeroporto Santos Dumont (RJ), atravessei a faixa dos taxis e aguardei o motorista no canteiro central. Acendi um cigarro, fumei e quando joguei a bituca no chão fui abordado por um funcionário da Comlurb acompanhado de um poiicial. O funcionário me aplicou uma multa, ofereci os dados necessários, apertei a mão do sujeito e fomos embora sem problemas.

- Minhas Considerações.

Durante o tempo em que eu fumava - 7, 8 minutos, o funcionário não me alertou sobre a previsível infração no entanto não demorou nem 2 segundos para me abordar depois que a cometi, vindo pelas minhas costas. Claro, como algumas pessoas deviam estar vendo o que eu não via, formou se uma pequena plateia para assistir ao auto - eu sendo multado pelo meu mico que é aliás é um clássico entre os fumantes, infelizmente. Não preciso dizer que me senti constrangido e envergonhado. E me reforça o pensamento que alertar ou evitar um erro não é importante e que o objetivo parece ser apenas arrecadar.

"Minhas considerações: Durante o tempo em que eu fumava - 7, 8 minutos, o funcionário não me alertou sobre a previsível infração no entanto não demorou nem 2 segundos para me abordar depois que a cometi, vindo pelas minhas costas. Claro, como algumas pessoas deviam estar vendo o que eu não via, formou se uma pequena plateia para assistir ao auto - eu sendo multado pelo meu mico que é aliás é um clássico entre os fumantes, infelizmente. Não preciso dizer que me senti constrangido e envergonhado. E me reforça o pensamento que alertar ou evitar um erro não é importante e que o objetivo parece ser apenas arrecadar".

Perguntei onde estava sinalizado essa legislação pois eu não estava sabendo de nada. A resposta que tive é que estava passando direto na televisão. Como não vi nada na televisão e moro em SP acabei por descobrir que estão sendo veiculados os anúncios apenas no Rio, o que torna um aeroporto um local prioritário de divulgação alternativa, assim como rodoviárias e locais que recebem cidadãos de outras cidades e estados do pais.

Se fumar ainda é permitido, para que essa lei seja viável e cumprida, não seriam obrigatórios cinzeiros sinalizados em local afastado da entrada do aeroporto? Pois ali não encontrei nenhum..

Aprendi essa através de constrangimento.

Vale finalizar dizendo que o funcionário foi educado e gentil e que pelo menos nesse sentido achei positivo. Além de uma cidade limpa, claro, que é o que todos queremos.

Fonte: Extra