Falsa grávida prestará seu depoimento esta semana

Conforme o advogado, o marido deverá se apresentar na delegacia logo após a pedagoga

O advogado da pedagoga Maria Verônica Aparecida Santos, que anunciou na sexta-feira que a mulher não estava grávida de quadrigêmeos, disse que sua cliente deverá prestar depoimento na delegacia de Taubaté até sexta-feira. Enilson de Castro afirmou que está em contato com o advogado de Kléber


Falsa grávida prestará depoimento esta semana, diz advogado

Eduardo Melo Vieira, marido de Maria Verônica, para que os depoimentos do casal sigam a mesma linha. "Estamos conversando, afinando os últimos pontos. A fala dela tem que ser de acordo com a do Kléber. Até sexta-feira vamos à delegacia", disse Enilson.

O advogado de Kléber, Marcos Antonio Leite, que defendeu Maria Verônica até sexta-feira, confirmou que está em contato com Enilson. De acordo com Leite, o objetivo é a defesa dos dois. "Apesar do casal ter posições contrárias, a linha de depoimento será no mesmo sentido", disse. Conforme o advogado, o marido deverá se apresentar na delegacia logo após a pedagoga. "Ainda não sabemos se ele deporá até sexta-feira, porque não temos como prever quanto tempo levará o depoimento dela, mas temos um prazo e uma ordem: primeiro ela se apresenta. Ele vem em seguida", disse Leite.

O advogado de Maria Verônica esteve com ela na tarde de ontem, mas não quis revelar o conteúdo da conversa nem o motivo que a pedagoga apresentou para simular uma gravidez. "A conversa foi bastante esclarecedora", limitou-se a dizer. De acordo com ele, a mulher está tomando medicação prescrita por um psiquiatra desde sexta-feira. "Ela foi até o médico, precisava de um atendimento para fazer uma prospecção maior, para se estabilizar", disse.

Segundo os defensores do casal, eles estão vivendo em casas separadas, e sendo cuidados por parentes. O advogado de Kléber disse não saber se houve alguma briga ou discussão que justificasse uma separação. "Que eu sabia, não houve. Eles não se encontraram ainda (depois que a falsa gravidez foi revelada). Cada um está em uma casa, deixando baixar a poeira", disse Leite.

Já Enilson afirmou que a família de Maria Verônica está sendo compreensiva com o momento pelo qual ela passa. "Houve uma união muito bonita. Dizer que ela foi perdoada não é a expressão correta. Foi um momento de acolhimento. É uma família muito humilde, sem muitas posses. Ela está sendo cuidada e recebendo atenção e carinho."

Na tarde desta terça-feira, o advogado da pedagoga deverá encaminhar a doação dos produtos que Maria Verônica recebeu enquanto afirmava estar grávida. "Vou procurar os juízes da cidade para que seja dada uma orientação com relação aos donativos. Queremos que eles sejam destinados a entidades sociais cadastradas no fórum", disse Enilson.

Maria Verônica ganhou notoriedade no País ao afirmar que esperava quatro bebês. A suspeita que a gestação fosse falsa começou quando o obstetra Wilson Vieira de Souza, que ela consultou em outubro, disse que ela nunca havia apresentado gravidez. De acordo com o médico, a jovem foi até seu consultório em 30 de agosto para pedir um ultrassom, pois achava que esperava um bebê. Porém, o exame não confirmou a suspeita.

Na última quarta-feira, a polícia instaurou um inquérito para investigar o caso. Na sexta, o advogado da pedagoga anunciou que a gravidez de sua cliente era falsa.

Fonte: Terra