Andressa Urach diz a revista que toma calmante para impulso pela fama

Andressa Urach concedeu entrevista à revista 'Istoé' que vai às bancas neste sábado, 24, e falou sobre a busca incessante pela fama

Andressa Urach concedeu entrevista à revista 'Istoé' que vai às bancas neste sábado, 24,  e falou sobre a busca incessante pela fama. A apresentadora, que ainda está se recuperando dos problemas enfrentados pelo hidrogel, revelou que o desejo em aparecer na mídia às vezes é incontrolável e que está sofrendo, como se estivesse se recuperando de uma droga:

"Ser famosa quase me matou. Consegui fama em seis anos, mas sucesso pode levar 20, 30 anos, e não vem apenas de um corpo bonito. Depende também de oportunidade, estudos (...) Hoje, essa doença tenta ainda ocupar minha mente. É como se eu estivesse me recuperando de uma droga, por isso estou sendo acompanhada por psicólogo. Tive de me afastar das redes sociais. Ver todo mundo se preparar para o Carnaval e eu não estar à frente de uma bateria, como no ano passado, é muito difícil. Tomo calmantes para segurar esse meu impulso pela fama, pela vaidade", contou ela à publicação.

Ao ser questionada sobre os limites de sua vaidade após os problemas de saúde, Urach diz à "Istoé": "(...) Na vida, ninguém começa de cima, há degraus a serem conquistados. Mas agora estou numa segunda fase da carreira, na qual não preciso só da minha bunda, mas sim da minha cabeça, do cérebro. Vou ser, sim, a futura Hebe Camargo. Pernas, cortes ou cicatrizes não irão fazer diferença nesse meu novo trabalho". E completou: "O fato das minhas pernas terem esses cortes me faz pensar que não vale a pena me expor como fazia antes. Não há necessidade de posar nua ou participar de concurso de beleza. Tenho quase 30 anos, não vou ser uma velha rebolando".

A loira também contou à revista sobre a nova bacteria que contaminou sua perna direita. "Em 24 de dezembro ganhei alta. No dia 5 de janeiro, achei: 'pronto, estudo viva, bem, vou passar o fim de semana em Florianópolis'. Fui para a praia, logo depois que desembarquei e, duas horas depois, peguei uma nova bactéria e fui internada no hospital. Minha perna ficou superinchada, cheia de secreção e pus. Não conseguia caminhar, só me arrastava".

Caso com Cristiano Ronaldo:

À revista, Urach falou sobre a noite de amor com Cristiano Ronaldo e demonstrou arrepedimento por ter exposto o jogador: "Depois dessa quase morte, fiz promessa de pedir perdão a todos que por algum motivo magoei. Eu errei ao expor o caso com o Cristiano para a imprensa. Peço perdão a Irina (modelo russa que namorava o português), porque ela tinha um relacionamento com ele e eu não respeitei isso pelo fato de o Cristiano ser o meu ídolo, aquele homem dos sonhos, algo intocável. Peço perdão a ela e ao Cristiano. Se pudesse voltar no tempo, não queria que aquilo acontecesse", completou ela à "Istoé".

Fonte: Ego