Após ser condenado pela Justiça por entrevista ao “CQC”, Jair Bolsonaro quer processar Marcelo Tas

Ao que parece, o deputado não tem conhecimento da saída do apresentador da atração, no fim de 2014.

Depois de saber que foi condenado a pagar R$ 150 mil por conta de declarações polêmicas dadas a Marcelo Tas, em 2011, o deputado federal Jair Bolsonaro (PP-RJ) pretende processar o ex-apresentador do “CQC”, da Band.

O político disse que a condenação é culpa de Tas, que teria agido de má-fé, editando o material e distorcendo suas falas no programa.

"Eu dei uma entrevista por laptop e ela foi divulgada 43 dias depois. Ele agiu de má-fé, editou a fita. Não estava pensando em fazer isso, mas tendo de volta esse caso, vou processá-lo. Se ele admitir que errou em seu programa, até retiro o processo depois", declarou ao jornal “O Dia”.

Ao que parece, o deputado não tem conhecimento da saída do apresentador da atração, no fim de 2014.

Até o momento, Tas ainda não se pronunciou sobre o possível processo de Bolsonaro.

Para quem não sabe, na última terça-feira (14), o político foi condenado a pagar R$ 150 mil no processo em que era acusado de dar declarações ofensivas aos gays e à cantora Preta Gil ao longo da entrevista.

Fonte: Msn