Assessor nega que Cristiano Araújo tenha deixado seguro de R$ 20 mi

O assessor disse ainda que o músico deixa somente dois herdeiros

O assessor de Cristiano Araújo, Alberto Jim, negou informação publicada pelo colunista Leo Dias, do jornal "O Dia", nesta sexta-feira (3). Segundo o jornalista, o sertanejo deixou R$ 20 milhões de seguro de vida para a família.

"Não tem nada a ver isso. Não procede", afirmou o porta-voz do cantor morto após acidente de carro no último dia 24, em Goiás.

De acordo com Alberto, o valor é incompatível com o cachê que o sertanejo recebia por show. "R$ 20 milhões é muita grana. Isso é para quem têm um cachê de R$ 200 mil a R$ 300 mil por, pelo menos, seis anos. O Cristiano recebia entre R$ 250 mil a R$ 300 mil a quase dois anos", acrescentou.

O assessor disse ainda que o músico deixa somente dois herdeiros (os filhos Bernardo, de 2 anos e 5 meses, e João Gabriel, de 6) e que o inventário do artista já foi aberto.

O assessor explicou também que a empresa Efeitos Produções não existe mais. "Ela chegou ao fim em dezembro do ano passado. Depois, o Cristiano com mais cinco sócios criou outra empresa, a CAR Produções, em janeiro", contou Alberto.

Image title


Fonte: Com informações: Msn