Bilionário diz que foi agredido por Luiza Brunet em barco

O empresário negou que tenha batido na modelo

O empresário bilionário Lírio Parisotto, de 63 anos, voltou a se defender das acusações da ex-mulher, Luiza Brunet, e negar que tenha batido na modelo. Em um novo desabafo feito em seu Instagram neste domingo, ele afirma que era agredido fisicamente pela atriz e relata um episódio, segundo ele, ocorrido durante uma briga que o então casal teve numa viagem de barco e que teria terminado com o empresário ferido e num hospital, levando dez pontos.

O relato foi feito na legenda do texto em que ele compartilha um depoimento de um amigo, que segundo ele seria uma das dez pessoas que testemunharam a agressão por parte de Luiza. O texto é assinado com o nome de Paolo.

Luiza Brunet diz que foi agredido pelo marido (Crédito: Divulgação)
Luiza Brunet diz que foi agredido pelo marido (Crédito: Divulgação)


"Se for o caso, vou até São Paulo para contar o que aconteceu no ano passado no barco. Se fala tanto de violência contra mulher. E a violência da mulher contra o homem? Nunca vou esquecer com que raiva e violência a Luiza foi em cima de você no barco. E você tinha que ficar ali apanhando ou tem direito de se defender?", diz o depoimento do amigo de Lírio

O empresário, então, explicou o apoio do amigo e tentou se defender, alegando que era agredido pela ex-mulher. "Este é o depoimento de uma das dez testemunhas que assistiram a violência da LB. Isto resultou em um ferimento que precisou de dez pontos no hospital. Cuidado com os prejulgamentos, ela é muito agressiva. Criatura hipócrita", escreveu ele, que continuou:

"Como estou sendo julgado e por incrível que pareça condenado sem saber do que se trata, aí está o depoimento de uma testemunha. Há quem adora se fazer de vítima na mídia, afinal ela é uma queridinha e sabe muito bem utilizá-la. A verdade não tardará. Não julguem antes dos fatos serem esclarecidos que ainda não sei quais são que ela alega, não fui citado em nada".

Empresário fez posto se defendendo (Crédito: Divulgação)
Empresário fez posto se defendendo (Crédito: Divulgação)


"Deus me dê força e me proteja. Abraço aos amigos, aos que não me conhecem peço que aguardem a decisão da Justiça. Sempre fiquei quieto como acho que tem que ser em assuntos desta natureza. Fazer o que ela resolveu mentir... Sempre tentei me defender desta agressividade da parte dela. Não aceitarei ser tratado como agressor de mulher, que tanto respeito e admiro, quem me conhece sabe, infelizmente quem não me conhece prejulga errado. Desabafo, muita pressão desnecessária", encerrou.

Ele, no entanto, não citou desta vez a briga que teria acontecido no apartamento dele, em Nova York, nos EUA, no último dia 21 de maio. Em uma das fotos que constam no processo que Luiza Brunet move contra Lírio Parisotto, ela aparece com um grande hematoma no rosto, resultado da agressão que relata ter sofrido naquele dia. A imagem foi publicada pelo "Fantástico" neste domingo.

"Nos últimos dois dias, venho recebendo o carinho de meus familiares, amigos e de toda a sociedade brasileira. Isso é o que me dá forças para seguir na luta pelo fim da violêcia contra as mulheres. Mantive união estável com um homem que eu acreditava que cuidaria de mim. Me enganei. Reafirmo a minha confiança na Justiça brasileira e no trabalho brilhante feito pelo Ministério Público, através do GEVID - Grupo de Enfrentamento à Violência Doméstica. Agora, vou continuar cuidando das marcas psicológicas que ficaram em mim, essas são as mais difíceis de curar. Agradeço o apoio de todos", disse ela, através de um comunicado enviado ao programa.

Lírio contestou as acusações de Luiza:"Quem bate imobiliza, seria o primeiro caso da história. Quatro costelas quebradas, no dia seguinte ela pegou um avião e 48 horas depois estava gravando? A moça vive de mídia. Ela foi imobilizada mesmo, porque ela veio com tudo para me bater, como ela fez outras vezes. Tenho dez testemunhas. Nunca bati em ninguém, juro, imagina, então, neste mulherão”.No sábado, a única filha de Lírio apoiou o pai através de uma rede social. O texto foi compartilhado por Lírio, que aparece na foto com a herdeira e a ex-mulher, a empresária Tânia Parisotto.

Luiza Brunet diz que foi agredida pelo marido (Crédito: Divulgação)
Luiza Brunet diz que foi agredida pelo marido (Crédito: Divulgação)


Luiza Brunet e Lírio ficaram juntos por cerca de quatro anos. Ela acusa o bilionário de tê-la agredido fisicamente durante uma briga no apartamento dele, em Nova York, nos EUA, no último dia 21 de maio.Ela voltou de Nova York no dia seguinte da agressão, mas só resolveu pretar queixa no Ministério Público (MP) em São Paulo um mês depois. Dois dias depois, Luiza estava no Projac gravando a novela "Velho Chico".

Ainda de acordo com a assessoria da artista, ela realizou um exame de corpo de delito no Instituto Médico Legal (IML).De acordo com o colunista Ancelmo Góis, que noticiou a briga, a ex-modelo foi agredida com socos no nariz e chutes após uma discussão do casal. Luiza contou ao blog que o empresário a derrubou no sofá e a imobilizou até quebrar quatro costelas dela."É doloroso aos 54 anos ter que me expor dessa maneira. Mas eu criei coragem, perdi o medo e a vergonha por causa da situação que nós, mulheres, vivemos no Brasil. É um desrespeito em relação à gente. O que mais nos inibe é a vergonha. Há mulheres com necessidade de ficar ao lado do agressor por questões econômicas, porque está acostumada ou mesmo por achar que a relação vai melhorar", disse ela.Em outro post, feito na sexta-feira, Lírio afirma que durante a briga em Nova York apenas tentou se defender das agressões.

“Amigos, peço um pouco de paciência a respeito de algumas informações que estão circulando nas diversas mídias. Tento me defender através da imobilização. Se o caso for para a Justiça será lá que será esclarecida a verdade. Muita paz as pessoas do Bem. Por fim este é um canal de comunicação com pessoas de que aceitei me seguirem. Agradeço a compreensão. E a vida segue. Não quero mais polemizar este assunto. Só a justiça esclarecerá, terei o máximo prazer em informar. Chega”, publicou.


Empresário negou que agrediu Brunet (Crédito: Divulgação)
Empresário negou que agrediu Brunet (Crédito: Divulgação)


Fonte: Extra