"Chico é um ídolo", diz rapper envolvido em briga contra compositor

Os dois grupos brigaram sobre o PT e o PSDB.

O rapper Túlio Dek afirmou nesta terça-feira (22) que o compositor, cantor e escritor Chico Buarque “é um ídolo” para ele. Mais conhecido por ter namorado a atriz Cléo Pires, Dek estava no grupo que hostilizou e ofendeu Buarque na noite de segunda-feira (21), na saída de um restaurante no Leblon, na zona sul do Rio de Janeiro.

“Chico é um ídolo para mim. Só não entendo como um dos maiores ícones do Brasil continua apoiando cegamente o PT. Minha indignação foi com o cidadão e não com o artista”, afirmou o rapper. Além de Dek estava Álvaro Garnero Filho, filho do empresário e apresentador paulista Álvaro Garnero. “Petista, vá morar em Paris. O PT é bandido”, diziam os jovens, que estavam exaltados e procuraram criticar o ativismo de Chico a favor do PT, algo que data dos tempos de fundação do partido.

Eric Nepomuceno que estava com Chico Buarque lamentou que uma noite divertida com velhos amigos tenha sido encerrada com aquela discussão. "É muito impressionante a fúria agressiva dessa direita que saiu do armário embutido", disse Eric nesta terça. "Estávamos numa ótima, de repente vieram os caras, muito agressivos. Eu estava mais irritado que o Chico, mas depois nós todos demos risada", contou o escritor.

Segundo Eric, não foi o primeiro episódio de provocação, embora tenha sido o mais ostensivo. "Uma outra vez, o cara na mesa ao lado pegou o celular e falou com alguém 'estou em um restaurante caríssimo de Ipanema onde os comunistas adoram vir'", lembrou.


Fonte: Brasil Post