Dolabella pede para ex-cozinheira parcelar dívida de R$ 1,2 mil

Há um ano e quatro meses, Tania entrou na Justiça contra ex-patrão

Dado Dolabella  (Crédito: Divulgação)
Dado Dolabella (Crédito: Divulgação)


De testemunha, Tania Neto Porciúncula do Monte passou a ser vítima. Há cinco anos, a ex-cozinheira de Dado Dolabella o defendeu das acusações de Viviane Sarahyba, que garantia ter sofrido agressões por parte do então marido. “Tirei esse menino da cadeia!”, exagera Tania.

Há um ano e quatro meses, Tania entrou na Justiça contra o ex-patrão para ter seus direitos trabalhistas pagos. “Ele sempre me enrolou e não assinou minha carteira. Quando voltei de férias, ele me mandou embora, tive depressão e nem tinha direito ao INSS”, enumera a doméstica, que faz uma ressalva: “Enquanto estive com ele, o Dado pagava direitinho meu salário. Mas nenhum benefício. Nunca tive décimo terceiro na vida, e sempre passava duas ou três horas do meu horário de trabalho”.Pelo serviço, Tania recebia R$ 1,5 mil por mês.

O processo foi julgado no último dia 2, e foi determinado que Dado deve a Tania a quantia de R$ 1,2 mil. “Era uma causa de R$ 15 mil pelo menos. Mas isso vamos ver depois. O problema é que ele não depositou e ainda pediu para parcelar em duas vezes”, conta Tania.Dado, porém, diz que o depósito foi feito conforme o determinado, na última sexta-feira, 11 de dezembro. “Ela deveria se informar. Já paguei”.

Fonte: Com informações: Extra