Ex-BBB Juliana é pivô de escândalo político com senador americano, diz jornal

A história foi publicada pelo jornal New York Post, que cita outras duas modelos envolvidas no caso

A ex-BBB Juliana Lopes Leite, da quarta edição do reality (vencida por Cida), está envolvida em um escândalo de corrupção nos EUA, que pode acabar com a prisão do senador Robert Menendez, do partido Democrata.

A ex-BBB Juliana Lopes, apontada como uma das amantes do milionário americano Salomon MelgenA história foi publicada pelo jornal New York Post, que cita outras duas modelos envolvidas no caso.

Segundo a publicação, Menendez é acusado de usar tráfico de influência para conseguir green cards para as três moças: Juliana, a ucraniana Svitlana Buchyk e uma dominicana.

As três seriam amantes do Dr. Salomon Melgen, 60, oftalmologista conhecido nos EUA e um dos maiores doadores de campanha de Menendez.

Melgen é casado, mas pediu a Menendez para ajudar Juliana a conseguir um visto de permanência. Para a ucraniana, o senador garantiu uma consulta num cirurgião plástico e para a dominicana, pediu que a embaixada revertesse a decisão de cancelar seu visto e o da irmã de 18 anos.

Os esforços do senador para ajudar o médico foram revelados em um dossiê de 68 páginas lançado neste mês. Menendez, 61, teria feito os favores para as amantes de Melgen em troca de quase US$ 1 milhão em doações de campanha.

Se comprovadas as acusações, o senador pode pegar mais de 15 anos de cadeia. Ele também é acusado de tentar influenciar funcionários do governo em favor de Melgen em uma disputa que envolvia interesses financeiros do médico na República Dominicana.

O médico também é acusado de fraude no programa Medicaid (espécie de SUS norte-americano). Ambos negam as acusações.

NAMORADA Nº 1

Juliana, 34, que hoje trabalha como advogada e corretora de móveis em Miami, confirmou à publicação que conhece Melgen, mas não entrou em mais detalhes.

Menendez e Melgen são amigos desde 1993. O senador já viajou no avião particular do médico e se hospedou em sua casa de férias na República Dominicana.

Em julho de 2008, Menendez pediu ao seu funcionário Mark Lopes que enviasse um e-mail com urgência à embaixada brasileira pedindo que desse um visto de estudante a uma jovem de Brasília, identificada apenas como namorada nº 1. Na ocasião, a moça queria fazer uma faculdade de direito em Miami.

Juliana Lopes Leite se formou em direito na Universidade de Miami em 2010.

Quando conheceu o médico, Juliana tinha 27 anos, e ele, 53. Os dois se encontraram várias vezes em hotéis de Nova York, Nova Jersey, Miami, Espanha e na casa de férias do médico na República Dominicana.

Juliana afirma que usou o dinheiro que ganhou com suas duas capas da Sexy para pagar os estudos em Miami. A outra parte foi paga pela fundação sem fins lucrativos de Melgen.

Registros ficais da instituição, que afirma arcar com as necessidades educacionais de pessoas em desvantagem, mostram que foram destinados US$ 39,9 mil em 2009 para pagar os estudos de duas estudantes da Universidade de Miami. Uma delas seria Juliana, e a outra, segundo o jornal, filha de uma mulher de Nova Jersey supostamente ligada romanticamente a Menendez.

Juliana, que hoje trabalha como advogada e corretora de imóveis em Miami, posa ao lado de seu sócio

 

Fonte: FOLHA