Gêmeas do Miss Bumbum revelam que já fizeram sexo a três com namorado de uma delas

As duas garantem que não há disputa entre elas e que torcem para que pelo menos uma chegue à final do concurso.

O concurso Miss Bumbum Brasil deste ano traz pela primeira vez a participação de duas irmãs gêmeas. Graziella Fornazieri e Rafaella Fornazieri, representando os estados do Acre e de Alagoas, respectivamente, de 25 anos, sempre sonharam em participar da competição e acabaram fazendo a inscrição juntas. “Foi tudo inesperado, quando recebemos a ligação de que tínhamos sido selecionadas, não acreditamos”, contam elas.

As duas garantem que não há disputa entre elas e que torcem para que pelo menos uma chegue à final do concurso. “Somos companheiras, desejamos sorte uma a outra. Estamos sempre juntas, uma ajuda a outra, uma da força para outra e apoia outra sempre, não importa a situação”, afirmam. Aliás, para evitarem possíveis confusões, elas até fizeram um acordo. “Combinamos de não pedir votos para não dividir a família”, explica Rafaella, que diz que elas tiveram o apoio dos pais: “Ficaram contentes e nos desejaram boa sorte”.


Apesar de todo otimismo e apoio uma a outra, elas consideram mais difícil participar do concurso com uma irmã. “Saímos na rua e as pessoas falam ‘olha as gêmeas do Miss Bumbum’ e nos condenam como se não nos amássemos por brigar pelo mesmo título. Somos resolvidas com isso, torcemos uma pela outra”, declara Graziella. Não são só os rostos de Graziella e Rafaella que são iguais. As gêmeas tem as mesmas medidas de corpo: vestem manequim 38, tem 65cm de cintura, 90cm de busto e 98cm de bumbum.

E elas já aproveitaram essas semelhanças para se dar bem em algumas situações. “Na escola já trocamos de sala e ninguém percebeu. Também já aconteceu quando minha irmã namorava e foi para balada escondida. Um amigo do namorado viu, mas eu disse que era eu, me passei por ela e tudo deu certo”, lembra Graziella, entre risos. As irmãs são tão unidas, que até já dividiram um namorado quando eram mais novas. Detalhe: ele não sabia de nada. “Foi antes de termos as tatuagens. Durou uns três meses, ele nem percebeu. Só agora que ele vai saber. Não tínhamos ciúmes entre nós, foi engraçado. E em baladas nós ficávamos com o mesmo garoto, fazíamos muito isso na adolescência. Hoje estamos tranquilas”, recorda Rafaella. A confiança entre elas é tanta, que Graziella até pediu para que Rafaella a ajudasse a realizar a fantasia de um namorado de transar com duas mulheres ao mesmo tempo. “A Grazi é muito, muito ciumenta e me fez esse pedido e eu aceitei. Minha única experiência de sexo a três foi com minha própria irmã, foi estranho”, revela Rafaella.





Fonte: Ego