"Já tentei trabalhar, mas o Zezé não deixa porque tem muito homem", diz Graciele

Os dois estão junto há nove anos, mas só tornaram pública a relação em maio do ano passado.

Vítima de polêmicas desde que assumiu o namoro com Zezé Di Camargo, Graciele Lacerda resolveu quebrar o silêncio em uma longa entrevista ao jornal A Tribuna, do Espírito Santo. Os dois estão junto há nove anos, mas só tornaram pública a relação em maio do ano passado.

Graciele contou que Zezé é muito ciumento e não consegue nem trabalhar para poder vê-lo com mais frequência. “Ele é muito ciumento. As pessoas acham que eu não quero trabalhar, mas não. Já tentei trabalhar, recebi propostas, mas não dá. Se trabalho, não vou vê-lo. Depois que me formei em jornalismo, quis trabalhar com jornalismo esportivo, mas o Zezé não deixa de jeito nenhum, porque tem muito homem. Ele gosta de me ter do lado dele”, explicou.

Sobre as comparações com Zilu, ex de Zezé e pai de Wanessa, e a relação com os filhos deles, Lacerda disse não se incomodar com os comentários e que a família não a conhece direito. “Não me incomoda falarem que sou parecida com ela”, disse sobre a Zilu. “Hoje, está tudo muito mais calmo, os filhos começam a entender. Mas ainda não temos convivência, que é uma questão de tempo. O mais importante somos nós e o respeito. Respeito os filhos dele e acho que, com o tempo, tudo se ajeita. É natural essa reação deles. Eles não me conhecem… É uma pessoa entrando na vida do pai deles… Nem sabem quem eu sou”, comentou.

Graciele falou ainda que os dois resolveram assumir o namoro porque já não aguentavam mais a exposição, principalmente negativa, do público. “Nós nos escondíamos, não queríamos exposição. O Zezé só me assumiu porque chegou no limite, inventaram muitas coisas. Senão, estaríamos vivendo nossa vida tranquilos”, disse.

“Ninguém enganou ninguém. Sentia a necessidade de explicar, o que é um erro. As pessoas levam para outro lado… O Zezé foi casado 30 anos. É um choque para as pessoas aceitarem uma mudança. Mas acho que, com o tempo, as pessoas vão me conhecendo, se acostumando com o fato de ele não estar mais com a Zilu. É natural essa reação. Para mim, o erro do ser humano é julgar as coisas por ouvir falar, sem conhecer. Graças a Deus, isso já passou”, desabafou.

Clique aqui e curta o Portal Meio Norte no Facebook

Fonte: Uol