Jim Carrey é processado por ajudar namorada a se matar

A acusação diz que os frascos dos remédios eram de Jim.

Jim Carrey está sendo processado por ajudar a ex-namorada a se matar. Cathriona White se suicidou após tomar zolpidem, propranolol e oxicodona. No entanto, a acusação diz que os frascos desses remédios tinham o nome de Arthur King, um pseudônimo de Jim. Na Califórnia, a lei não permite que você compre remédios com receita médica de outra pessoa.

Segundo o processo, cerca de quatro dias antes de Cathriona morrer, Jim Carrey teria comprado as pílulas para ela. Além disso, o ator teria tentado despistar sobre o ocorrido ao dizer, durante as investigações, que ela errou os remédios ou que ela poderia ter os tomado sem o conhecimento dele. As informações são do portal TMZ.

A acusação ainda diz que Carrey sabia que Cathriona era suscetível à depressão e que já havia tentado se suicidar no passado. O ator ainda não se pronunciou sobre o novo processo.

Jim Carrey e a namorada (Crédito: Reprodução)
Jim Carrey e a namorada (Crédito: Reprodução)


Fonte: Com informações do Metropoles