Jô Soares recusa quadro em Jornal: "Não vou andar para trás"

Emissora quer que o apresentador tenha um quadro no Jornal da Globo

O apresentador Jô Soares não vai aceitar a proposta da Globo de fazer uma coluna semanal no Jornal da Globo a partir de 2017, quando o Programa do Jô será substituído por um talk show de Pedro Bial.

"Não vou aceitar jamais andar para trás. Eu fiz o Jornal da Globo há milênios [nos anos 1980]. Eu não tenho o menor interesse em fazer, não preciso fazer, não quero e não vou [fazer]", diz.

A ideia de ter Jô no jornal foi apresentada recentemente em uma reunião dos principais diretores da Globo. Seria uma maneira de a emissora aproveitar o "olhar interessante e crítico" do também escritor, dramaturgo e comediante em seu telejornal mais analítico e opinativo. 

"Provavelmente, é uma proposta que vão me fazer e eu vou dizer não, obrigado. Se eu fizer o Jornal da Globo, daqui a pouco vou ter que fazer o Família Trapo", desabafa, referindo-se ao humorístico que criou ao lado de Carlos Alberto de Nóbrega e que fez enorme sucesso na década de 1960, na Record.

O contrato do apresentador vence no final do ano e ainda não foi renovado. "Não querem que eu saia da Globo. Vou ter uma conversa no começo do mês de outubro", conta. Além do quadro no Jornal da Globo (ou qualquer outra atividade na TV aberta), a emissora quer que Jô faça um programa, possivelmente semanal, em algum canal pago do grupo.

Jô diz que esse programa na TV por assinatura poderia ser o Meninas do Jô, como é chamada a edição das quartas-feiras de seu talk show, em que o apresentador recebe jornalistas para conversar sobre os assuntos mais quentes do momento, na última quarta-feira (31), as "meninas" foram Ana Maria Tahan, Lucia Hippolito, Vera Magalhães, Cristina Serra, Cristiana Lobo e Natuza Nery.

"O Meninas do Jô é algo que me diverte, e eu só faço o que tenho vontade", decreta.


Jô Soares (Crédito: Reprodução)
Jô Soares (Crédito: Reprodução)


Fonte: Com informações do Uol