Laura Keller diz que curte sexo a 3, mas tem nojo de clube de swing

Ensaio para o Paparazzo vai ao ar neste sábado, 17,

Laura Keller foi educada por uma mãe séria que também era a sua professora na escola de padres onde estudava, em Porto Alegre. Por causa da educação rígida e controlada que teve em casa, a atriz lembra que até hoje, sempre quando coloca para fora seus fetiches e desejos no sexo, bate uma crise de moral. Mas ela assegura que é rápida. Dá e passa.Para Laura, o que deve ser considerado imoral é fazer mal aos outros.

"As pessoas têm que parar de encarar o que acontece no sexo como coisa de vagabunda. Sexo é a coisa mais antiga do mundo. Antigamente rolavam as maiores orgias. O que a gente não pode é desrespeitar e fazer mal ao próximo", acredita.

Sexo a três tudo bem. Mas não em clube de swing. "Gosto de fazer na minha casa, na minha cama, com os meus lençóis, com o meu cigarrinho, com as minhas camisinhas. Meu quarto tem uma luz azul incrível que faz o lugar parecer um iglu. Tenho nojinho desses lugares de swing".

Image title


Fonte: Com informações: Ego