Participantes do 'Big Brother'sueco são eliminados após exigir sexo de participante

O Big Brother, que consiste em encarcerar um grupo de pessoas em uma casa filmada 24 horas por dia, foi criado na Holanda em 1999


Dois jovens que participavam da versão sueco-norueguesa do programa Big Brother foram excluídos do reality show por terem exigido sexo a uma das participantes, anunciaram nesta sexta-feira os produtores, que descreveram o comportamento como "assédio".

"Durante uma festa naquela noite (de quinta para sexta-feira) John e Philip exerceram assédio sexual sobre Caroline na casa do Big Brother", explicou a emissora sueca Kanal 9 no site do programa.

"Esse comportamento não é aceitável e, portanto, ambos estão desqualificados do Big Brother e deverão deixar a casa", acrescentou. Em um blog dedicado à questão, bigbrotherblogg.se, é relatado uma cena em que os dois jovens suecos 22 e 28 anos exigem que a norueguesa de 25 anos, em linguagem vulgar, não saia do quarto enquanto não praticar felação nos dois. O porta-voz do Kanal 9 (Discovery Communications Group), Dan Panas, reconheceu que a cena aconteceu dessa forma, e lamentou que o incidente não resultou em qualquer ação por parte da empresa produtora, a Endemol.

A jovem não quis denunciar o caso, acrescentou. O Big Brother, que consiste em encarcerar um grupo de pessoas em uma casa filmada 24 horas por dia, foi criado na Holanda em 1999. O conceito tem diminuído em muitos países desde então.

Fonte: UOL