Prestes a viver soropositiva no cinema, Deborah Secco revela que já fez sexo sem proteção

Prestes a viver soropositiva no cinema, Deborah Secco revela que já fez sexo sem proteção

“Coloquei-me em risco por irresponsabilidade e por ter tido relacionamentos longos”, diz a atriz

Prestes a estrear no cinema na pele de uma soropositiva em fase terminal, Deborah Secco assume que já fez sexo inseguro. Admite que foi um erro e que teve sorte de não se contaminar. “Coloquei-me em risco por irresponsabilidade e por ter tido relacionamentos longos”, diz a atriz, que estrela o longa-metragem Boa Sorte, em cartaz nos cinemas a partir da próxima quinta (20).

A produção conta a história do amor improvável entre João (João Pedro Zappa), um jovem de 17 anos, dependente de medicamentos tarja preta, e Judite (Deborah Secco), uma mulher de pouco mais de 30 anos, que já experimentou de tudo na vida. Eles se conhecem em uma clínica de reabilitação.

A beldade conta que todo mundo quer saber sobre os 11 quilos que ela perdeu para ficar com o corpo debilitado e frágil de Judite, sua personagem com HIV. No entanto, a preparação foi muito além da dieta restritiva que a fez ficar com 44 quilos. A atriz se emocionou assim que leu o roteiro e pediu para a diretora Carolina Jabor para fazer o teste para o papel.

“É necessário trazer o tema à tona no nosso país. Falar que é uma doença incurável e que o Brasil tem índices de contaminação crescentes, frutos do preconceito. As pessoas esqueceram que é uma doença grave. O filme também fala do uso descontrolado de remédios ansiolíticos, que sem acompanhamento médico, podem ser destrutivos”, adianta.

Escolada nas cenas de sexo

A atriz, que completará 35 anos no dia 26, afirma que pela primeira vez conta uma verdadeira história de amor. “Eles se apaixonam perdidamente. Ela tem todo o cuidado do mundo por ser mais madura. Judite tem necessidade de querer viver e não colocar seu amor em risco. Muitas pessoas passam a vida toda sem encontrar um amor como o deles, profundo e intenso”, comenta Deborah.

Diante de questões tão delicadas, a loira revela que as cenas de sexo foram a parte mais simples do trabalho. Depois de encarar, sem pudor, o trabalho para contar a história da garota de programa Bruna Surfistinha, a atriz se sente pós-graduada no assunto.

“Acho que ninguém vai me ensinar mais do que aprendi fazendo a Bruna, quando entendi que o ator atua, não faz nada de verdade. Faço tudo sem me agredir”, revela Deborah, confidenciando que a timidez sobrou para seu parceiro de cena, que é mais novo. João, que deu vida a um adolescente, tem 26 anos.

Clique e Curta Portal Meio Norte no Facebook

Fonte: UOL