Quitéria Chagas diz que ingeriu placenta sob a forma de cápsulas

"Tomei como remédio logo aós o nascimento da Elena', disse a atriz

A moda de aproveitar a placenta

após o nascimento do filho contagiou também a atriz Quitéria Chagas. A exemplo de Bela Gil, que ingeriu a dela com vitamina de banana, Quitéria contou que logo após a chegada de Elena, há 1 ano e 4 meses, ela mandou transformá-la em cápsulas.

"Tomei como remédio logo aós o nascimento da Elena. Na medicina chinesa fazem isso há milênios e para mim, me ajudou também na recuperação, junto com a amamentação".disse Quitéria.

A atriz contou que como seu parto foi domiciliar, coube a doula transformar a placenta em cápsulas. Ela levou um equipamento próprio que a dissecou e a fez virar 150 comprimidos ao custo de R$ 500.

Quitéria Chagas ingeriu placenta  (Crédito: Arquivo Pessoal )
Quitéria Chagas ingeriu placenta (Crédito: Arquivo Pessoal )


"O cordão umbilical eles dissecam e guardei em um quadro como decoração com o print da placenta", contou a atriz, que utilizou a mesma técnica de Aryane Steinkopf, tingindo-a de tinta e carimbando-a num papel, que depois foi transformado em quadro. Reaproveitar a placenta não é novo no oriente, explica Quitéria. Segundo ela, existem estudos na medicina chinesa que comprovam os benefícios proporcionados pela ingestão do órgão.

"Na Europa tem empresas que fazem isso já. No Brasil essa prática começou a pouco tempo.Tomar placenta como remédio ainda não tem comprovação científica no mundo ocidental, mas os orientais falam muito sobre isso."A atriz garante que consumir sua placenta lhe trouxe muitos benefícios.

"Cientista dizem que os bebês tornam-se adultos mais saudáveis com poucos problemas de saúde. Eu senti muitas melhorias, principalmente do final da gestação até agora. Meu organismo se reorganizou e me sinto muito melhor do que antes. Cólicas, TPM... Não sinto mais! Até o meu fluxo menstrual reduziu", garante Quitéria.

Quitéria Chagas e sua filha (Crédito: Arquivo Pessoal )
Quitéria Chagas e sua filha (Crédito: Arquivo Pessoal )


Fonte: Ego