Rede Globo deve fazer acordo milionário com família de Montagner

O intuito é evitar um processo, já que Domingos estava a trabalho

A morte de Domingos Montagner, aos 54 anos, afogado no rio São Francisco, na quinta-feira (15) fez a Justiça entrar em ação. Além de solicitar um monumento em Canindé de São Francisco para o ator e interditar o local sem salva-vidas e placas avisando dos perigos da correnteza, o Ministério Público Federal em Sergipe também quer que seja dada uma indenização pela morte do ator, como foi divulgado na manhã desta quarta-feira (21)

De acordo com a colunista Keila Jimenez, do R7, o órgão também quer incluir na indenização, a criação de uma escola de circo na região, a grande paixão de Domingos, e de um teatro que leve o nome do ator homenageado por colegas de elenco.

A jornalista diz ainda que no caso da Globo, a emissora está dando todo o suporte (financeiro e psicológico) à família do ator e deve fazer os pagamentos na íntegra do contrato de Domingos até o fim - ele ganhava entre R$ 70 mil e R$ 100 mil e tinha contrato até 2020. Especula-se também que a emissora queira fazer um acordo financeiro com os familiares do artista tido como herói por Camila Pitanga, O intuito é evitar um processo, já que Domingos estava no Nordeste a trabalho quando tudo aconteceu.

A assessoria da Rede Globo informou que em um momento tão doloroso, a emissora está focada em adotar todas as medidas possíveis para confortar e apoiar os familiares do ator a enfrentar essa fatalidade, entre elas, as de natureza legal.

Domingos Montagner (Crédito: Divulgação)
Domingos Montagner (Crédito: Divulgação)


Fonte: Pure People