"Revoltado", Rick chora e diz que é impossível uma reconciliação com o sertanejo Renner

"Quando as pessoas diziam que ele era drogado, alcoólatra, eu o defendi", rebateu.

Após anúncio da separação da dupla, Rick afirmou neste domingo (1) ser impossível uma reconciliação com Renner, seu ex-companheiro, durante entrevista ao "Domingo Legal", do SBT. O cantor rebateu acusações feitas por Renner e se emocionou ao dizer que a dupla sertaneja se transformou em "piada" em redes sociais.

"Fiquei muito revoltado. A gente já tinha conversado [sobre o assunto]. Eu pedi a ele 'bicho, pelo amor de Deus, não me decepciona mais'. E, de repente, eu tinha visto o Renner jogando tudo fora", disse Rick. "É [impossível uma nova reconciliação]. Eu acho que, literalmente, é você brincar com a cara das pessoas, brincar com as pessoas que consomem o seu trabalho, essa coisa de 'acaba, volta'. E depois, eu não posso compactuar com o que aconteceu. Eu reprovo", acrescentou.

"O pior de tudo não foi só ver o vídeo [de Renner embriagado]. Foram as pessoas me mandando vídeos em grupos do [aplicativo] WhatsApp com a imagem de Rick e Renner se transformando em piada. As pessoas se divertiam com isso. Amarga. É forte", contou emocionado. "Quando as pessoas diziam que ele era drogado, alcoólatra, eu o defendi", rebateu.

O advogado do departamento jurídico da DR Eventos, escritório que representa a dupla, também participou da entrevista e negou pendências financeiras. "Temos todos os comprovantes de que a DR Eventos tinha com o Renner foram pagos. Nenhuma verba é devida, hoje, para o Renner", disse o Doutor Marcelo.

Ainda de acordo com palavras do advogado, Rick deu um carro de presente de aniversário a Renner. "Passou um tempo, e Renner trocou pelo veículo que estava dirigindo [BMW X5], e se acidentou. Quem suportou os custos foi o Rick", revelou.

Os dois trabalhavam juntos há 30 anos (22 de sucesso). Fizeram shows pelo Brasil e até mesmo nos Estados Unidos. Rick anunciou o fim da dupla sertaneja no início de janeiro, depois que Renner provocou um novo acidente de carro, sem feridos, na zona sul de São Paulo. O cantor foi detido, mas liberado depois de pagar R$ 10 mil de fiança.

Fonte: Uol