Sheila Mello e Scheila Carvalho voltam aos palcos com clássicos do É o Tchan: 'Até o chão não dá mais'

A apresentação reúne hits do grupo como Dança do Bumbum, Tchan na Selva, Ralando Tchan e Rebola, em nova mixagem.

Scheila Carvalho e Sheila Mello ficaram conhecidas nos anos 90 com o sucesso do grupo baiano É o Tchan! Cerca de 20 anos depois, as dançarinas - que permaneceram amigas íntimas durante todo esse tempo -, decidiram se reunir para uma única turnê batizada de Sheilas Sob as Luzes, cujo pontapé inicial acontecerá no Baile da Vogue, marcado para a próxima quinta-feira (05.02) “Foi um pedido dos fãs” explicou Washington Mello, irmão de Sheila e empresário do duo.

A apresentação reúne hits do grupo como Dança do Bumbum, Tchan na Selva, Ralando Tchan e Rebola, em nova mixagem. Além das músicas, a dança também ganhou releitura mais moderna e elegante. “Até o chão não dá mais! Tivemos que tirar os movimentos que exigem muito alongamento e flexão. Isso por conta do tempo que passou e nos mostrou que não somos mais aquelas jovens meninas, mas também pelas lesões corporais, que nunca melhoraram” explicaram durante ensaio para a bateria de shows, realizado em São Paulo na última semana. Há mudanças também no guarda-roupa: os microshorts de cintura baixa e tops coloridos dão lugar a bodies sofisticados, hot pants e meias-calças. “Nossos shorts eram muito curtos né?” lembra Sheila Mello. “E muito baixos!” Carvalho completa. Entre risadas as duas relembram do figurino do CD É o Tchan no Havaí. “Aquele biquíni de coco era meio ridículo. Não dá pra usar hoje em dia. Nós duas temos silicone agora, não ia caber! Fora que era meio desconfortável ficar dançando com aquilo. Levávamos na estrada e ficava mofado, era horrível”.

A apresentação faz você esquecer a idade das duas – Sheila Mello está com 36 e Carvalho com 41 anos. Com seus corpos saradíssimos, elas dançam e rebolam sem parar exibindo fôlego e disposição impecável. “Eu amo me exercitar. Costumo malhar pelo menos quatro vezes por semana e quando não consigo fico me sentindo mal” entrega Carvalho. O Carnaval será ponto alto no calendário profissional das duas, que acumulam participações na Sapucaí e nos circuitos de Salvador. Esse ano será “mais calmo” com apenas algumas participações em eventos pelo Brasil, sem encarar as avenidas, coisa que ambas adorariam fazer novamente. “São emoções diferentes, o carnaval do Rio e de Salvador, mas os dois passam uma energia indescritível” concordam. Carvalho, casada com o cantor baiano Tony Salles, não tem problema quanto ao assunto.

Já Sheila Mello, casada com Fernando Scherer, têm que entrar em acordo com o nadador: “Eu já arrastei ele pra avenida algumas vezes, mas ele é mais quieto e não gosta muito de bagunça então revezamos. Um ano de agito, um ano em Nova York por exemplo”. A dupla está com a agenda cheia. Depois da participação especial no Baile da Vogue as meninas voltam ao schedule de apresentações pelo Brasil, com direito até a shows internacionais nos Estados Unidos e Uruguai. Nos planos futuros, pós-turnê, ambas têm um desejo em comum: querem ser mães mais uma vez. “A Giulia está louca para ter uma irmãzinha. Fica escolhendo nomes” entrega Scheila Carvalho. “Eu tenho vontade, mas tem que ser depois da turnê” garante. Mello, mãe da pequena Brenda de quase dois anos, também prepara a vinda de mais um herdeiro. “Se não fosse a turnê, já estaríamos na produção! Mas acho que vai ficar para 2016”.

 









Fonte: Vogue